1. Usuário
Assine o Estadão
assine


'Faroeste Caboclo' se consagra no Grande Prêmio do Cinema Brasileiro

Roberta Pennafort - O Estado de S. Paulo

27 Agosto 2014 | 09h 50

Cerimônia ocorreu nesta terça-feira, no Rio, e também premiou, entre outros, 'Flores Raras', de Bruno Barreto, e 'Serra Pelada', de Heitor Dhalia

O filme Faroeste Caboclo, de Rene Sampaio, foi o grande vencedor do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro, entregue nesta terça-feira, 26, à noite, no Teatro Municipal do Rio. O longa, inspirado na música homônima de Renato Russo, ganhou sete troféus, incluindo o principal, de melhor filme; depois dele vieram Flores Raras, de Bruno Barreto, com quatro, e Serra Pelada, de Heitor Dhalia, com três.

O prêmio é realizado desde 2002 pela Academia Brasileira de Cinema e é considerado o Oscar brasileiro. Curiosamente, numa noite que tinha um prêmio novo e especial só para comédias, nenhum dos três se enquadra na categoria.

Wilton Junior/Estadão
Elenco e staff de "Faroeste Caboclo", na premiação, na terça-feira, 26, no Theatro Municipal do Rio

As escolhas foram feitas por 200 sócios, representantes da indústria e críticos. O público votou para escolher melhor filme nacional, estrangeiro e documentário: ganharam Cine Holliúdy, Django Livre e Elena.

A noite foi de homenagem ao cineasta Domingos Oliveira, cujo primeiro filme, Todas as Mulheres do Mundo, de 1966, norteou o roteiro. Ele foi aplaudido de pé pelo Municipal ao fim da cerimônia e agradeceu dizendo que "tem recebido homenagens desproporcionais". "Não admito que ninguém diga que tem uma vida melhor do que a minha", brincou.