1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Em 4º filme, 'Piratas do Caribe' buscam fonte da juventude

IAIN BLAIR - REUTERS

17 Maio 2011 | 17h 30

'Piratas do Caribe - Navegando em Águas Misteriosas' chega aos cinemas nesta sexta-feira

Os fãs da série Piratas do Caribe passaram quatro anos à míngua. Mas essa espera está prestes a acabar.  Piratas do Caribe - Navegando em Águas Misteriosas, o quarto filme da lucrativa franquia da Disney, vai zarpar nos cinemas na sexta-feira, inclusive no Brasil, como um dos lançamentos mais ansiosamente aguardados do ano.

Filmado pela primeira vez em 3D, Johnny Depp está de volta no papel do capitão Jack Sparrow, e Geoffrey Rush é Barbossa outra vez na história sobre uma nova busca - pela misteriosa fonte da juventude - que envolve rivalidades antigas e muitas novas atrações, incluindo belas sereias-vampiras seminuas e piratas zumbis.

Os recém-chegados à franquia Ian McShane (o pirata malévolo Barba Negra) e Penélope Cruz (a filha deste, Angelica), tomam os lugares de Orlando Bloom e Keira Knightley, enquanto Rob Marshall assina a direção no lugar de Gore Verbinski, diretor dos três "Piratas do Caribe" anteriores.

Em uma temporada repleto de super-heróis e sequências nos cinemas, o produtor Jerry Bruckheimer disse que "Navegando em Águas Misteriosas" é um dos primeiros grandes filmes de aventura a ser rodado em 3D nas próprias locações, em vez de ser filmado contra um pano de fundo verde ou inteiramente em estúdios.

Mas é o personagem de Johnny Depp, inspirado em parte no guitarrista dos Rolling Stones Keith Richards (que novamente faz o papel do pai de Sparrow), cuja persona dominante forma o elo de união da franquia.

A franquia Piratas do Caribe já arrecadou 2,7 bilhões de dólares nas bilheterias mundiais e deu uma enorme injeção de vigor na carreira de Depp.

O ator não hesita em admitir que vem sendo difícil livrar-se de seu alter ego pirata, mesmo em sua vida particular.

"Felizmente ou infelizmente, Jack Sparrow está sempre presente e nunca está muito longe da superfície, dependendo da situação", disse Depp a jornalistas.

"Eu me esforcei ao máximo. Cheguei a tentar ser demitido do primeiro filme, mas não tiveram coragem de me mandar embora. Depois de passar 20 anos de carreira essencialmente baseada em fracassos, é interessante viver esse sucesso. De repente alguma coisa faz um clique."

Nova equipe

A premiada com o Oscar Penélope Cruz rodou o filme enquanto estava grávida de seu primeiro filho. "Fizemos muitas de nossas cenas de ação e lutas de espadas juntos", disse a atriz espanhola, falando de seu trabalho com Depp. "Me protegiam muito, o tempo inteiro."

"Ela era luminescente", contou Depp. "Ela passava o tempo inteiro realmente brilhando, e ela já brilha normalmente, então o brilho foi multiplicado por um zilhão."

Rob Marshall é mais conhecido por dirigir musicais como Chicago, mas disse que não teve problemas em se adaptar.

"Este é um gênero muito diferente para mim, mas, depois que comecei a trabalhar sobre o filme, me pareceu muito semelhante a coisas que já fiz antes", comentou.

"Como a maioria das pessoas, sempre adorei os brinquedos da Disneylândia, e a ideia de fazer um filme de ação e aventura era incrível. Sou o primeiro na fila para assistir a esses filmes, de modo que mudar depois de fazer Chicago, Memórias de uma Gueixa e Nine foi realmente emocionante."

As filmagens duraram três meses. Começaram no Havaí e terminaram em Londres, com escalas em Los Angeles e Porto Rico.