Columbia
Columbia

Em 1979, Meryl Streep acusou Dustin Hoffman de assédio

Assessor da atriz, no entanto, afirmou que ela 'perdoou' ator, após pedido de desculpas

Ansa

10 Novembro 2017 | 12h28

Em uma entrevista dada à revista Times, em 1979, a atriz Meryl Streep acusou Dustin Hoffman de assédio no dia em que se conheceram. Por conta das novas denúncias contra o artista, a matéria voltou à tona nesta semana.

"Ele veio até mim e disse: 'Eu sou Dustin (arrotou) Hoffman' e colocou a mão dele no meu seio. Mas que porco desagradável, eu pensei", contou à publicação à época. Naquele ano, os dois contracenaram no longa Kramer vs Kramer, que recebeu uma série de premiações no Oscar.

** "Não reflete quem eu sou", diz Hoffman sobre acusação de assédio sexual

Em outra entrevista, que foi para a biografia de Streep, ela relatou uma série de brigas com Hoffman em outros momentos da carreira artística dos dois.

No entanto, após a repercussão dessa entrevista à revista, um dos assessores da atriz afirmou ao site E!News que "Dustin se desculpou pela ofensa e Meryl aceitou suas desculpas".

A matéria surge em um momento que uma série de denúncias contra produtores, diretores e atores de Hollywood começaram a surgir em massa nos Estados Unidos.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.