1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Diretor de 'O Menino e o Mundo' diz que expectativa é 'ganhar' o Oscar de melhor animação

- Atualizado: 03 Fevereiro 2016 | 08h 48

Alê Abreu participou de uma exibição do filme no Palácio da Alvorada com a presidente Dilma Rousseff

BRASÍLIA - “Ganhar”, foi assim que Alê Abreu, diretor do filme O Menino e o Mundo, respondeu à pergunta sobre qual era a expectativa para o Oscar. O longa brasileiro é um dos cinco indicados à categoria de animação do prêmio, que acontece no próximo dia 28.

Após a resposta, Abreu caiu na gargalhada e disse que tinha os “pés no chão” e que sabia que estava concorrendo com pesos pesados da indústria cinematográfica.

“Mas a gente tem uma fé inabalável, uma crença de que tudo é possível. A crença deste menino está com a gente, vai estar com a gente no dia, eu vou estar no Oscar acreditando que a careca dourada vai ser nossa”, afirmou.

Alê Abreu e Dilma Rousseff, no Palácio do Alvorada, nesta terça-feira, 2
Alê Abreu e Dilma Rousseff, no Palácio do Alvorada, nesta terça-feira, 2
Descontraído, o cineasta paulista fez essas declarações após participar de uma sessão de exibição do filme ao lado da presidente Dilma Rousseff, no Palácio da Alvorada, na noite de terça-feira, 2.

Segundo o diretor, a presidente desejou sorte na disputa pela estatueta e disse que eles já eram vencedores somente por terem sido indicados ao Oscar.

O longa vai concorrer com Anomalisa, Divertida Mente, Shaun: O Carneiro e Quando Estou com Marnie.  Essa é a primeira vez que o Brasil tem um representante na categoria de melhor animação.

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em CulturaX