Reuters
Reuters

Coprodução Brasil-Argentina é premiada em Cannes

O brasileiro Walter Salles se diz feliz pelo filme 'Paulina' e destaca o talento do diretor Santiago Mitre e da atriz Dolores Fonzi

O Estado de S. Paulo

21 Maio 2015 | 17h12

Coprodução Brasil/ Argentina, feita pela Videofilmes, o longa Paulina, de Santiago Mitre, foi premiado na Semana da Crítica em Cannes. Feliz com a notícia, o cineasta brasileiro Walter Salles, coprodutor do filme, declarou:

"A noticia de que Paulina de Santiago Mitre ganhou a Semana da Critica é uma grande alegria para o cinema latino-americano. É um tributo ao talento singular de Santiago e à atuação impressionante de sua atriz principal, Dolores Fonzi. Esse prêmio também tem uma importância simbólica num ano em que nosso cinema foi menos presente em Cannes do que poderia, e prova que a cooperação na produção entre Brasil e Argentina criada pela Ancine é um acerto. Para nós, da Videofilmes, foi um prazer coproduzir um filme com La Union de los Rios e Lita Stantic, depois de termos tido o privilégio de participar de três longas-metragens de Pablo Trapero."

Mais conteúdo sobre:
Festival de Cannes cinema

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.