1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Ashley Olsen processa jornal que a acusou de drogada

Agencia Estado

17 Fevereiro 2005 | 16h 57

A atriz adolescente Ashley Olsen está processando o tablóide National Enquirer em US$ 40 milhões por danos morais por causa de uma matéria em que ficou insinuado que ela estava envolvida em um escândalo com drogas. O processo, aberto na Corte Superior na segunda-feira, acusa o tablóide de difamação e invasão de privacidade. A publicação e as empresas a que está relacionada, American Media Inc. e National Enquirer Inc., foram citadas como acusadas. O documento diz que, apesar de a matéria, publicada na edição 21 do National Enquirer de fevereiro, não se referir a Ashley usando ou vendendo drogas, ela sugere que a atriz fazia isso pelo título, combinado com uma foto da jovem com os olhos quase fechados. "Liberdade de imprensa é um direito valioso, mas não dá permissão para tablóides de fofoca difamarem celebridades inocentes e destruírem sua reputação e seu trabalho apenas por lucro", diz o processo. Ninguém do National Enquirer, cuja sede fica em Boca Raton, na Flórida, quis falar com a agência Associated Press sobre o assunto. Um porta-voz da American Media disse, em uma declaração ao programa de TV do sindicato de entretenimento, que "acreditamos na exatidão da informação publicada e pretendemos defendê-la vigorosamente no processo". Ashley, de 18 anos, recentemente estrelou com sua irmã gêmea, Mary-Kate, a comédia No Pique de Nova York. Em julho do ano passado, Mary-Kate foi internada para se tratar de um distúrbio alimentar que revistas de fofoca norte-americanas insinuaram ser anorexia.

  • Tags: