Ang Lee volta a quebrar recorde em Taiwan com 'Lust, Caution'

Filme do cineasta taiuanês arrecada R$ 4,44 milhões em duas semanas de exibição

EFE

07 Outubro 2008 | 15h30

O cineasta taiuanês Ang Lee voltou a bater o recorde de bilheteria de Taiwan, depois que seu último filme, Lust, Caution, teve uma arrecadação de US$ 2,22 milhões (R$ 4,44 milhões) em duas semanas de exibição, informou nesta segunda-feira, 8, a distribuidora Buena Vista Film.   O filme, vencedor do Leão de Ouro de Veneza deste ano, arrecadou US$ 345,37 mil (R$ 690,74 mil) no último fim de semana em Taipé, a capital taiuanesa, segundo um porta-voz da distribuidora.   O recorde anterior de bilheteria em Taiwan era de outro filme de Ang Lee, O Tigre e o Dragão, premiado com o Oscar de melhor filme de língua estrangeira em 2000, que obteve US$ 1,86 milhão (R$ 3,72 milhões) nas duas primeiras semanas em cartaz.   Em toda a ilha, Lust, Caution arrecadou US$ 4,64 milhões (R$ 9,28 milhões) desde a estréia, em 24 de setembro, segundo a Buena Vista Film.   "As muitas cenas sexuais atraíram mais espectadores", disse o porta-voz da distribuidora.   Lust, Caution é baseado em um romance de Ailing Chang sobre um grupo de patriotas chineses em 1937, quando o país era ocupado pelo Japão.   O filme é exibido sem cortes em Taiwan, onde foi classificado para maiores de 18 anos. Na China, por exigência dos censores, o longa não terá cenas de sexo explícito.   O diretor afirmou na apresentação do filme em Taipé, em 24 de setembro, que as cenas da última parte do filme são importantes para entender a complicada relação de dor e prazer, e de amor e ódio entre os protagonistas.   Lee se mostrou comovido com a boa recepção do público local e agradeceu que o filme tenha sido exibido sem cortes.

Mais conteúdo sobre:
Ang Lee Lust, Caution Taiwan

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.