Assine o Estadão
assine

Cultura

Brasil

'Amores Urbanos', de Vera Egito, é destaque do Festival de Cinema de Miami

Brasil marca presença no evento norte-americano

0

EFE

01 Fevereiro 2016 | 19h26

Produções latino-americanas, inclusive do Brasil, e espanholas compõem a programação do Festival de Cinema de Miami, com a estreia mundial de Amores Urbanos, filme de estreia da brasileira Vera Egito, e o espanhol El olivo, informaram seus organizadores nesta segunda-feira, 1°.

Filmes também de Argentina, Chile, Colômbia, Cuba, México, Peru, Porto Rico, Uruguai e Venezuela competirão em diversas categorias da 33ª edição da mostra, que, de 4 a 13 de março, exibirá 129 filmes de ficção e documentários, assim como curta-metragens, nesta cidade americana da Flórida.

Além de Amores Urbanos, com estreia prevista para abril no Brasil, farão sua estreia mundial em Miami El olivo, da espanhola Icíar Bollaín, e Un caballo llamado Elefante, do chileno Andrés Waissbluth, informou Jaie Laplante, diretor-executivo do festival, em coletiva de imprensa.

Paulina, do diretor argentino Santiago Mitre e coproduzido por Walter Salles, também terá lugar entre as projeções do festival, assim como o curta Memórias da Maré, da peruana Thais Drassinower, que conta a história de Fidel, um menino de uma pequena vila de pescadores no Brasil que sonha em ser árbitro de futebol.

A última comédia do diretor Alex de la Iglesia, Mi gran noche, será apresentada pelo cantor espanhol Raphael, que atua no filme. O encerramento acontecerá com a comédia canadense The Steps, de Andrew Currie, pela primeira vez exibida nos Estados Unidos.

Entre os títulos em destaque estão Argentina, do espanhol Carlos Saura; La luz incidente, do argentino Ariel Rotter; Un monstruo de mil cabezas, do uruguaio Rodrigo Plá; Desde allá, do venezuelano Lorenzo Vigas e Espejuelos oscuros, da cubana Jessica Rodríguez.

Assim como o espanhol Raphael, outros artistas chegarão a Miami para apresentar seus filmes, como a atriz italiana Monica Belluci (Ville-Marie), os diretores Icíar Bollaín e Gavin Hood da África do Sul (Eye in the sky) e Deepa Mehta da Índia (Beeba Boys).

Como ocorre todos os anos, o festival terá uma representação constituída por filmes de diretores de Miami, acrescentou Laplante.

Comentários