ALEX SILVA/ESTADÃO
ALEX SILVA/ESTADÃO

Veja as frases mais marcantes da entrega da APCA

O desabafo de Thunderbird e a atrapalhada de Luana Piovani

O Estado de S.Paulo

18 Março 2015 | 11h56

 A entrega dos prêmios da Associação Paulista de Críticos de Arte, a APCA, na noite de terça-feira, 17, em São Paulo, foi marcada, novamente, por imprevistos e improvisos. Foram entregues mais de 70 estatuetas em 11 categorias, no Teatro Paulo Autran, no Sesc Pinheiros.

Veja as frases mais marcantes da cerimônia:

“MTV? Que descanse em paz”

Luiz Thunderbird, ao ser lembrado por Luana Piovani a emissora onde ele começou.

“Cresce assustadoramente o número de pessoas infectadas pelo HIV no Brasil. Que bom que arte ajude a alertar sobre esse problema”

Deborah Secco, ao receber o prêmio pela atuação em Boa Sorte, no qual vive uma soropositiva

“Esse é meu novo caso”

Laura Cardoso, brincando ao apresentar Fernando, seu bisneto

“Trabalhar nesse país hoje está f...”

Vera Sala, coreógrafa

“Fico assustado e aterrorizado com o fato de o Brasil de hoje ser muito parecido com o de 1954, quando morreu Getúlio Vargas”

Lira Neto, biógrafo do ex-presidente

“Gente, me desculpe, grávida faz essas bobagens”

Luana Piovani, justificando alguns erros na apresentação do prêmio

“Fala rápido senão abre um buraco embaixo de você”

Bárbara Paz, também apresentadora, alertando os ganhadores sobre o limite de tempo para discursar

“O mais legal é ver que a maioria desses astros falou durante nosso programa”

Emanuel Bomfim, apresentador do Estadão Noite, da Rádio Estadão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.