The New York Times/NYT
The New York Times/NYT

Morre o escultor alemão Fritz Koenig, autor da esfera entre as Torres Gêmeas

Entre as obras mais conhecidas do artista, que tinha 92 anos, o monumento comemorativo da Alemanha no campo de concentração de Mauthausen e do erguido em homenagem às vítimas do atentado nos Jogos Olímpicos de 1972, em Munique.

EFE, O Estado de S.Paulo

23 Fevereiro 2017 | 13h18

O artista alemão Fritz Koenig, autor da escultura de bronze conhecida como A Esfera, que ficava no centro da praça do World Trade Center, em Nova York, morreu ontem à noite em seu sítio em Landshut, no sul da Alemanha, aos 92 anos de idade, informou nesta quinta, 23,  a emissora de radiotelevisão da Baviera "Bayerischer Rundfunk (BR)".

Uma porta-voz do Museu de Esculturas de Landshut, do qual o artista era o fundador, confirmou a morte de Koenig, considerado um dos escultores mais importantes do pós-guerra.

O reconhecimento mundial veio com sua obra Grande Esfera Cariátide, de quase oito metros de altura, instalada no início dos anos 1970 na praça em frente ao World Trade Center de Nova York e que ficou danificada nos atentados de 11 de setembro de 2011.

O nome original da escultura, popular ponto de encontro dos nova-iorquinos, não pegou entre as pessoas, que simplesmente se referem a ela como A Esfera.

Em 2002, a escultura foi colocada no parque nova-iorquino Battery Park como homenagem às vítimas dos atentados terroristas e, em março de 2012, se decidiu colocá-la na praça do novo World Trade Center.

Koenig, nascido na cidade de Würzburg, também é autor do monumento comemorativo da Alemanha no campo de concentração de Mauthausen e do erguido em homenagem às vítimas do atentado nos Jogos Olímpicos de 1972, em Munique.

Outras obras de Koenig se encontram em frente ao Palácio de Bellevue, sede oficial da chefia de Estado alemão, e na embaixada da Alemanha em Madri.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.