Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Cultura

Cultura » Morre João Baptista da Costa Aguiar, criador da identidade visual de grandes autores

Artes

Companhia das Letras

Morre João Baptista da Costa Aguiar, criador da identidade visual de grandes autores

Ele desenhou logotipo da Companhia das Letras, editora para a qual criou capas de escritores como Philip Roth e Paul Auster

0

Antonio Gonçalves Filho ,
O Estado de S.Paulo

17 Abril 2017 | 18h29

Criador responsável pela identidade visual da Companhia das Letras, em 1986, e um dos maiores designers gráficos do Brasil, morreu no domingo, por volta das 19 horas, João Baptista da Costa Aguiar, aos 68 anos. Ele estava internado por causa de uma pneumonia e com saúde debilitada. Seu corpo foi cremado ontem. Sua última colaboração para a Companhia das Letras foi a capa do livro Os Fatos, do escritor norte-americano Philip Roth.

Desenhou também os logotipos dos selos Companhia das Letrinhas e Cia. Das Letras. Para a Prefeitura de São Paulo criou a logomarca da cidade, a identidade visual da Secretaria Municipal de Cultura e a padronização visual da frota de ônibus de transporte público na gestão da prefeita Luiza Erundina.

Há mais de 40 anos atuando na área de artes gráficas, João Baptista da Costa Aguiar participou de mostras internacionais como a Bienal de São Paulo (a nona edição, de 1967, que trouxe os artistas pop norte-americanos ao Brasil). Antes de virar capista, o designer criou vinhetas para a extinta TV Tupi, desenhou cartazes para o cinema marginal produzido na Boca do Lixo, no centro de São Paulo, e foi diretor de arte da revista Vogue Brasil (1976-1978).

Um dos últimos trabalhos do designer, a capa de Os Fatos, lançado em 2016, é um exemplo da sobriedade que caracterizou sua obra. Numa entrevista ao Estado, Costa Aguiar contou que o próprio autor acabou adotando a capa de A Marca Humana para todas as edições internacionais desse título.

Outro autor para o qual criou a identidade visual de sua coleção foi Paul Auster. Para a capa de A Noite do Oráculo, que parte da compra de um caderno azul numa loja chinesa, ele foi atrás de uma cartolina azul de caixa de maçã e acabou adotando essa forma ondulada em outros títulos de Auster.

Encontrou algum erro? Entre em contato

0 Comentários

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.