Divulgação
Divulgação

Milionário chinês adquire obra de Picasso por US$ 29,9 milhões

'Femme au chignon dans un fauteuil' pertencia à coleção da família Goldwyn, adquirida em 1956 pelo produtor Samuel Goldwyn.

EFE

08 Maio 2015 | 18h20

O empresário Wang Zhongjun, um dos homens mais ricos da China e presidente do estúdio cinematográfico Huayi Brothers, adquiriu uma obra de Picasso por US$ 29,9 milhões, informou nesta sexta-feira, 8, o jornal oficial Diário do Povo.

Wang comprou o quadro Femme au chignon dans un fauteuil (1948), um retrato de Françoise Gilot, a amante do célebre pintor espanhol, leiloado na terça-feira, 5, em Nova York pela "Sotheby's", junto a outras obras-primas da arte em um pregão dedicado ao Impressionismo e à Arte Moderna.

O retrato pertencia à coleção da família Goldwyn, adquirida em 1956 pelo lendário produtor de Hollywood Samuel Goldwyn.

"Fiquei apaixonado pelo quadro e por sua história. A família Goldwyn é lendária em nossa indústria e neste quadro não só vejo o gênio Pablo Picasso, mas também a visão criativa de Samuel", afirmou o empresário chinês ao jornal.

Apesar dos Goldwyn serem mais conhecidos por seu extraordinário legado à indústria hollywoodiana, Samuel Goldwyn e o filho eram apaixonados colecionadores que adquiriram importantes obras de arte ao longo de 50 anos.

"Foi um privilégio apresentar a grandes colecionadores como Wang Zhongjun a coleção de obras da família Goldwyn", explicou Simon Shaw, cofundador do departamento de Impressionismo e Arte da casa de leilões nova-iorquina, de acordo com o jornal oficial.

"Nos últimos anos aumentou o número de colecionadores asiáticos", explicou Patty Wong, presidente da "Sotheby's" na Ásia.

Em novembro do ano passado, Wang comprou o quadro "Nature Morte Vase aux Marguerites et Coquelicots", do artista holandês Vicent Van Gogh, por US$ 62 milhões.

Outro milionário chinês e atualmente o homem mais rico do país, Wang Jianlin, dono do Dalian Wanda Group, adquiriu recentemente uma importante obra de Picasso por US$ 22 milhões.

Mais conteúdo sobre:
Artes Visuais Exposição Picasso Leilão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.