Fitzcarraldo, o personagem delirante de Herzog

No Telecine Cult, às 15 h, você poderá assistir a Fitzcarraldo, um dos grandes filmes de Werner Herzog, interpretado pelo ator-fetiche do grande diretor alemão, Klaus Kinski, pai da bela Natasha. A história trata desse homem obcecado por ópera que sonha construir um grande teatro em plena Amazônia. Herzog filmou no Brasil, com participação de atores brasileiros junto a Kinski e Claudia Cardinale - o mais famoso foi José Lewgoy. Herzog sempre foi atraído por personagens delirantes, cujos grandes sonhos invariavelmente terminam por enlouquecê-los e/ou destruí-los. Para concretizar seu sonho, Kinski carrega um navio pelo seco em Fitzcarraldo. São imagens de grande beleza plástica e intensidade dramática. Só que, ao criá-las, Herzog não estava sendo 100% original. Fitzcarraldo é de 1982 e cerca de dez anos anos Richard Sarafian havia feito Fúria Selvagem, com Richard Harris, contando a história de outro homem que é deixado para morrer pelos antigos companheiros e que os persegue, para se vingar. Lá, um capitão meio louco também carregava seu navio pelo seco. Era interpretado pelo grande diretor John Huston. Fúria Selvagem pode ser um filme menos famoso (ou conhecido), mas é tão grande quanto o de Herzog.

Luiz Carlos Merten, O Estadao de S.Paulo

07 Julho 2031 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.