NYT
NYT

Família de Frida Kahlo briga por direitos de boneca Barbie

Brinquedo também é criticado por não se parecer com a pintora

ANSA

14 Março 2018 | 14h30

A Mattel pode enfrentar uma batalha judicial pelos direitos sobre a imagem de Frida Kahlo, pintora mexicana representada em uma boneca Barbie que será lançada em 20 de abril. Mara Romeo, sobrinha-neta de Frida, assegura ser a beneficiária dos direitos de imagem da artista. No entanto, a empresa pode ter contado com a "bênção" de outro membro da família, que teria autorizado a fabricação da boneca - a sobrinha da pintora, Isolda Pinero Kahlo.

Em seu Twitter, Romeo disse que a empresa norte-americana "não tem a devida autorização para utilizar a imagem de Frida Kahlo".    "Confiamos que, se a Mattel foi vítima de um engano e/ou sua atuação indevida deriva do prévio desconhecimento sobre a titularidade dos direitos mencionados, regularizará imediatamente esta situação", afirmou. Do contrário, ela tomará as "medidas para salvaguardar os direitos de propriedade intelectual".

++ Atriz que interpretou Frida Kahlo critica Barbie inspirada na artista

A atriz mexicana Salma Hayek, que interpretou a pintora no filme Frida, também discorda da representação da boneca. "Frida Kahlo nunca tentou ser ou parecer com os outros. Ela celebrava a originalidade e a singularidade. Como se atrevem a convertê-la em uma Barbie?", escreveu nas redes sociais.

A boneca de Frida leva um penteado com flores roxas na cabeça, sobrancelhas juntas, mas não tanto como Kahlo, e sem o bigode - traços que eram símbolos da sua identidade, inclusive registrados em seus autorretratos.

Frida (1907-1954) foi discípula e esposa de Diego Rivera e sofria de poliomielite desde a juventude, o que a mantinha de cama por longos períodos. Ela era considerada "adiantada" para a época devido a seus ideais de igualdade de gênero.

Mais conteúdo sobre:
Frida Kahlo Mattel

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.