Direto da fonte

Isto é ou não é? A Mecca Cola - refrigerante criado em 2002, como alternativa aos produtos americanos e europeus no mundo árabe, após os atentados de 11 de setembro - pode aterrissar no Brasil. Pelo menos foi o que contou na noite de quinta-feira o empresário Taufik Mathlouthi, dono da marca, com sede em Dubai. ''''Estamos conversando sobre uma associação com a Schincariol'''', revelou ele durante o Sugar Dinner, evento que contou com a presença de compradores, tradings, produtores de álcool e açúcar, banqueiros e corretores do segmento sucroalcooleiro nacional e do exterior. O encontro é realizado há 57 anos em Londres e Nova York e anteontem teve sua quarta edição no Brasil. Mathlouthi não revela números de faturamento da empresa já que, como muitas do mundo árabe, ela não tem capital aberto. Mas dá uma informação bastante curiosa: doa 10% do que a empresa ganha para projetos humanitários da Palestina e outros 10% para entidades de caridade das regiões em que a bebida é vendida. Farão o mesmo se entrarem no Brasil? ''''Sim'''', diz o empresário. E que gosto tem a bebida? ''''Melhor que a Coca-Cola e a Pepsi-Cola'''', gaba-se. Será? E por falar em Sugar Dinner, nem só de caviar engasgam os empresários do setor sucroalcooleiro. No jantar black-tie, o governador José Serra foi abordado pelos usineiros com um pleito específico: redução de impostos para produzir energia de biomassa. Alegam que no mundo inteiro há subsídio para tal fim. E que não há como fabricar energia desse tipo com custo alto. Consultado, Serra disse à coluna que, se o governo federal ajudar, São Paulo fará o mesmo. The best Entre os 41 parlamentares que disputam o prêmio Congresso em Foco 2007, 29 são de partidos de esquerda e 40% são paulistas ou gaúchos. Dois são novatos e um deles, Raul Jungman (PPS-PE), responde a acusações criminais. O bom preparo intelectual é a marca da maioria: apenas três não têm curso superior. A lista foi montada a partir de indicações de 188 jornalistas de Brasília. Das artes Sucesso de público no Masp. Até o momento, mais de 70 mil pessoas já visitaram a exposição Da Bauhaus a (Agora!), que abriu em agosto. A mostra, que reúne cerca de 100 pinturas, instalações, esculturas, fotografias e vídeos da Coleção DaimlerChrysler, fica no museu até 9 de dezembro. Super Sarkozy A recente separação do presidente francês Nicolas Sarkozy, que causou perplexidade na França e gerou fofocas no mundo todo, fez uma brasileira correr contra o tempo. A editora Amarylis Manole, que pretendia lançar em 2008 a biografia do líder, antecipou tudo e aumentou a tiragem da primeira edição. O livro, da jornalista francesa Catherine Nay, conta a carreira e os escândalos pessoais do presidente. Ele é um homem ''''que se expõe a todas as luzes'''', define Catherine. Fogaréu O debate vai ferver, segunda-feira, no encontro entre o governo federal, que quer ampliar os leilões eletrônicos, e empresários que são contra a ampliação. Alguns setores da área de serviços, que reúne 10 mil empresas, acham alto o limite de R$ 3,4 milhões. A arena dessa guerra será o Fórum de Terceirização, no Novotel Jaraguá. Roupa nova O maestro Julio Medaglia foi conferir, na noite de quinta-feira, no Credicard Hall, a montagem da ópera Aida, de Verdi, assinada pelo alemão Franz Abraham. Foi Medaglia que produziu e regeu a última montagem da ópera no Brasil, em 96, vista por 13 mil pessoas no ginásio poliesportivo do Ibirapuera, em São Paulo. ''''Esta montagem, baseada na informática e trazendo a ópera para um contexto de show, atrai um público novo para a ópera.'''' Bond, James Bond Enquanto correm os rumores de que uma atriz brasileira pode ser a próxima namorada do Agente 007, a italiana Caterina Murino, que já viveu esse papel, desembarca por aqui. Catarina, que atuou em Casino Royale ao lado de Daniel Craig, em 2006, é uma das convidadas da 4ª edição do Amazonas Film Festival, que acontece entre 9 e 15 de novembro, em Manaus. Impressão digital Carol Trentini A modelo preferida da poderosíssima editora da Vogue América Anna Wintour - que inspirou a personagem do filme O Diabo Veste Prada - fez passagem-relâmpago por São Paulo. Para quê? Foi fotografada por Jacques Dequeker para uma campanha de Natal. Sobre o futuro: ''''É algo incerto. Faço sempre o melhor hoje'''', contou ela. Frase corriqueira, não tivesse ela apenas 18 anos... NA FRENTE Quem diria... Até Juliette Binoche foi parar nas páginas da Playboy. Aos 43 anos, a atriz cult é destaque da edição francesa de novembro. Só para situar: Juliette levou o Oscar de atriz coadjuvante, em 1997, por sua atuação em O Paciente Inglês. O governo do Pará acaba de inventar o arrastão fluvial antiprostituição. Oito barcos da polícia paraense estão percorrendo igarapés e braços de rios para fiscalizar a exploração de adolescentes junto às margens das cidadezinhas. A operação vai durar vinte dias, mas pode se estender por mais tempo. A islandesa Björk, que se apresenta amanhã no TIM Festival, em São Paulo, trouxe a tiracolo sua cozinheira. Pode-se dizer que os publicitários da Associação Latino-Americana de Agências de Publicidade são bem otimistas. Acabam de eleger Washington Olivetto como o "Maior Criativo do Século". A homenagem, 93 anos antes do fim do século 21, acontece dia 30 na Embaixada do Brasil no México. Vale lembrar que o publicitário também foi o escolhido na categoria no século 20. Trancoso, este ano, vai ter réveillon paralelo ao da pousada Estrela D''''Água. Os trancosenses Nizan Guanaes e Silvana Tinelli, entre outros, participam dos preparativos de grande festa. Em sua terceira loja em Paris - e vigésima-segunda mundo afora -, Diane von Furstenberg reservou um espaço especial. Vai vender por lá as jóias que desenhou para a brasileira H.Stern. Constatação do mercado ontem: o maior sucesso na Bovespa este ano foi a própria bolsa, que lançou ações essa semana. Ontem, na hora do almoço, os papéis subiam 34%.

O Estadao de S.Paulo

27 Outubro 2007 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.