1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Cinco obras de Francis Bacon são furtadas da casa de seu herdeiro, em Madri

- Atualizado: 14 Março 2016 | 09h 06

Peças são avaliadas em 30 milhões de euros

O artista irlandês Francis Bacon
O artista irlandês Francis Bacon

Cinco obras de Francis Bacon, um dos artistas contemporâneos mais famosos do mundo, foram furtadas da residência, em Madri, de um amigo e herdeiro do pintor irlandês, que morreu na capital espanhola em 1992, informou no domingo, 13, o jornal El País. Segundo a publicação, este foi o maior furto de obras de arte contemporânea ocorrido na Espanha nas últimas décadas.

O proprietário das obras, avaliadas em 30 milhões de euros, de acordo com o jornal, é identificado com as iniciais J. C. B., de 59 anos, disse que recebeu as pinturas como herança do artista. O furto aconteceu em junho do ano passado, e desde então um tribunal de Madri investiga o paradeiro das mesmas tanto dentro como fora da Espanha, embora acredite que ainda não tenham saído do país. Segundo o El País, o furto foi rápido e silencioso – os ladrões aproveitaram a ausência do dono do imóvel.

 

 

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em CulturaX