SERGIO PIRRONE/ DIVULGACAO
SERGIO PIRRONE/ DIVULGACAO

Bienal de São Paulo anuncia participação oficinal na Mostra Internacional de Arquitetura de Veneza

Coletivo de arquitetos vai preparar uma exposição para a mostra na cidade italiana em 2018

O Estado de S.Paulo

05 Dezembro 2017 | 17h17

A Bienal de São Paulo anunciou participação oficial na 16ª Mostra Internacional de Arquitetura – Bienal de Veneza que inaugura-se em maio de 2018. 

Selecionado pela Fundação Bienal de São Paulo, um coletivo  de arquitetos irá apresentar Muros de Ar, exposição que explora a questão da transposição de fronteiras materiais e imateriais do Brasil e de sua arquitetura.

"O tema coloca o muro como um elemento da arquitetura, da cultura e da identidade brasileira e vê no ato de sua transposição um convite ao convívio e à multiplicidade cultural", explicam os arquitetos curadores. "Desse modo, posiciona-se contrária à homogeneização, intolerância e extremismo provenientes do isolamento e reclusão. É uma proposta que celebra o coabitar e não somente o coexistir".

+ Novo curador da Bienal de São Paulo quer uma mostra pedagógica

A mostra que irá ocupar o pavilhão do Brasil é uma resposta à curadoria geral da 16ª Bienal de Arquitetura, que nesta edição propõe, sob o título Freespace, uma reflexão sobre a essência espacial da arquitetura e a sua potencialidade de mediar, pela fruição do espaço vazio, a relação entre as pessoas e os edifícios.

 

Mais conteúdo sobre:
Bienal de Arquitetura de Veneza

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.