Acervo de Jorge Amado pode ser doado

O acervo do escritor brasileiro Jorge Amado (1912-2001), com cerca de 250 itens de valor histórico e literário, poderá ser doado a uma universidade norte-americana por falta de recursos para preservá-lo, segundo a sua família. O acervo é composto de prêmios, registros fotográficos e fílmicos do escritor e originais dos livros traduzidos para 19 idiomas; ele está dividido em dois endereços - Casa de Cultura de Salvador e uma residência campestre, na qual Jorge Amado e a esposa Zélia Gattai recebiam políticos e escritores do mundo todo. Por conta de problemas de saúde, a viúva de Jorge Amado deixou de cuidar do imóvel no campo.

EFE, O Estadao de S.Paulo

23 Outubro 2007 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.