As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Daenerys Khaleesi, mas pode chamar de Dany

A cantada de Jon Snow em Daenerys é daquela linha tipo: “Seu pai é rei? Porque você é uma princesa”

Pedro Venceslau

21 Agosto 2017 | 19h31

“Minha rainha, só não dobro o joelho agora porque estou deitado”. Em condições normais de temperatura e pressão, esse xaveco seria considerado furado até mesmo na mais infame das rodas de ‘tiozão’. Sabe aquele ambiente masculino pós – futebol regado a torresmo, Itaipava e Skol Litrão? . Então…

A cantada é daquela linha tipo: “Seu pai é rei? Porque você é uma princesa”, “Seu pai é pirata? Porque você é um tesouro”.

Muita gente quase caiu do sofá e engasgou com a pipoca quando o comedido Jon Snow – um sujeito retraído, quase tímido – saiu-se com essa para ninguém menos que Daenerys Khaleesi Targaryen, Filha da Tormenta, a Não Queimada, Mãe de Dragões, Rainha de Mereen, Rainha dos Ândalos e dos Primeiros Homens, Quebradora de Correntes, Senhora dos Sete Reinos, Khaleesi dos Dothraki, a Primeira de Seu Nome.

Depois de enfrentar caminhantes brancos e afundar na água gelada, Jon estava tão relaxado no navio presidencial que chamou a rainha de “Dany”. A mãe dos dragões corou.

Estão dizendo nas redes sociais que GoT enfiou o pé na jaca com gosto no penúltimo episódio (supostamente da penúltima temporada). A cena do xaveco aconteceu no camarote presidencial de “Dany” em um navio que chegou na periferia da neve ninguém sabe como.

Isso sem falar na comunicação em tempo real dos corvos, do voo de dragão sem escalas,  no recorde mundial de corrida na neve do mensageiro, nas conversinhas de comadre dos soldados suicidas e na falta de lógica da briga entre as irmãs do Norte.

 

 

 

Mais conteúdo sobre:

GotJon Snowhbo