O medo dos agressores

O medo dos agressores

Oscar Quiroga

19 Outubro 2012 | 22h42

Às 22h42 de sexta-feira 19-10-12 a Lua que cresce ingressou em Capricórnio e está em sextil com Saturno, quadratura com Urano e conjunção com Plutão até 10h50 de sábado 20-10-12, horário de Brasília.

Todo ser humano que agride é tomado pelo medo, mas como não tem coragem de admitir seu verdadeiro estado de ânimo tenta mascará-lo com ofensas e agressões de todos os tipos.

Assim é que a verdadeira coragem nunca é testada, pois essa é a que orientaria a sair dessa ciranda infame das agressões e da brutalidade, iniciando o processo de ancorar na civilização uma dinâmica de relacionamentos pautada na tolerância.

Neste planeta deve haver lugar para tudo e para todos, esta é a verdadeira medida, este é o ponto corajoso mediante o qual o medo, um antiquíssimo companheiro de jornada, poderá finalmente ser derrotado sem, no entanto, disparar um único tiro.

Cada ser humano deve fazer a sua parte, pois tanto os que se sentem acuados quanto os que avançam e pisoteiam os outros, todos, sem exceção, vivem à sombra do medo e, por isso, ainda não vivem seus verdadeiros destinos nem tampouco progridem, mesmo que estejam convencidos do contrário.

Aliás, de convencimentos equivocados é que se constrói a verdadeira ignorância.

Viver com medo é uma experiência que diminui nossa humanidade e nos ancora na animalidade. (Com todo respeito aos animais)