Liberdade

Liberdade

Oscar Quiroga

19 Setembro 2014 | 01h10

 

À 1h10 de sexta-feira 19-9-14 a Lua que míngua ingressou em Leão e está em trígono com Marte, conjunção com Júpiter, trígono com Urano, quadratura com Saturno e sextil com Mercúrio até 1h33 de domingo 21-9-14, horário de Brasília.

É inútil discutir se há ou não algo concreto e subjetivo ao mesmo tempo que chamamos de Liberdade, pois se não houvesse nada parecido, não poderíamos sequer discutir o tema, e o tema é discutido à exaustão, com alguns afirmando veementemente que somos livres enquanto outros defendem apaixonados que a liberdade é uma ilusão.

Também é inútil discutir o Determinismo que chamamos Destino, este é ainda mais concreto do que a Liberdade, é palpável, como por exemplo, Tu que agora lês estas linhas és humano, esta é uma determinação irrevogável, pois ainda que em surto psicótico decidas ser girafa, ninguém te levará a sério, continuarás sendo um ser humano.

Dito isso, Liberdade e Destino não devem ser colocados em Oposição, mas em dimensões que se entrelaçam continuamente.

Pensa tua Liberdade como uma imperfeição que te concede a oportunidade de seres uma alma perfeita.

A imperfeição consiste em que, ao passo que nas plantas e animais e minerais tudo está programado com perfeição, nós carecemos dessa condição. Por exemplo, leões não têm dúvida quando sentem fome, os instintos estão programados para, de forma perfeita, encontrar o alimento, caçá-lo e seguir adiante. Em nosso caso não é assim, sentimos fome, mas a fome não nos diz como satisfazê-la.

Sabemos o que sentimos, mas não sabemos como satisfazê-lo, está em aberto, esta é a Liberdade.

E este código imperfeito abre nosso ser para o infinito, para a perfeição absoluta.

Do que te queixas então? De que as coisas sejam indefinidas demais? Melhor para ti! Isso indica que o árduo processo de a imperfeição te servir para seres uma alma perfeita está em andamento.