Definições

Definições

Oscar Quiroga

04 Outubro 2012 | 21h39

Das 21h39 de quinta-feira 4-10-12 até 18h09 de sexta-feira 5-10-12, horário de Brasília, a Lua que míngua em Gêmeos está em conjunção com Júpiter. No mesmo período, Mercúrio e Saturno estão em conjunção, antes de ambos ingressarem no signo de Escorpião.

É decisivo! É propício definir!

Há momentos na vida que imprimem uma inflexão definitiva, pois mudam o curso dos acontecimentos, para o bem ou para o mal.

Em muitos casos somos levados a isso como se fossemos carregados pela mão misteriosa do destino. Porém, há também casos em que apesar de termos sido carregados por essa mão misteriosa durante um tempo longo, em determinado momento nos munimos de força sobrenatural e mediante o poder de nossas vontades mudamos o curso da história.

Seja passivamente ou por obra e graça de sua própria vontade, considere ser este um desses momentos que tem tudo para ser decisivo. Não é a final de Copa do Mundo, mas salvas as devidas proporções, nos assuntos que lhe dizem respeito se poderá viver uma analogia do acontecimento.

Depois da definição, e com a entrada de Saturno em Escorpião, o caso seguirá na direção do que resulte dessa definição e de todas as rupturas que acontecerão.

Quando nos deparamos com a palavra ruptura sempre trememos, porque nos apegamos de forma inerte ao conhecido, ainda que seja um mal conhecido, temendo o desconhecido, ainda que seja um bem desconhecido.

A vantagem de Saturno em Escorpião consiste em que apesar de nossos temores, o impulso da ruptura será avassaladoramente maior, uma verdadeira vantagem, considerando-se a inércia em que todos existimos.

Além do quê, o processo destrutivo inerente a toda ruptura nunca poderia atingir o que estivesse em bom andamento e sobre bases sólidas, mas a tudo que está na corda bamba, sustentado por muletas (com todo respeito aos que usam muletas, porque as precisam, a afirmação anterior foi feita para o que usa muletas sem precisá-las).