A busca de satisfação

A busca de satisfação

Oscar Quiroga

02 Outubro 2012 | 10h22

Das 10h22 de terça-feira 2-10-12 até 4h45 de quinta-feira 4-10-12, horário de Brasília, a Lua que míngua em Touro está em oposição a Marte. No mesmo período, Vênus ingressa em Virgem em oposição a Netuno.

Se o que você quer é prazer e satisfação, então nada de pressa, nada de precipitação e, principalmente, nada de tratar os semelhantes como se fossem estorvos ou obstáculos em seu caminho.

Se o que você busca é realmente prazer e satisfação, então sua alma já deveria estar leve e radiante de boas vibrações. Porém, se esse não é o caso, talvez sua alma esteja enganada e não busque verdadeiramente prazer, a não ser que o prazer consista em disseminar agressões para tudo quanto é lado, em cima dos inocentes.

Buscar prazer e satisfação com atitudes revoltadas e agressivas indica um acumulo de longas e profundas decepções e frustrações, e isso não é algo que se possa resolver de uma tacada só, mediante os exageros.

Ao mesmo tempo, se você não se sente conforme com sua vida e precisa mudar muita coisa, não será tampouco com atitudes atropeladas e ofensivas que você começará a fazer isso. Em primeiro lugar terá de aprender a tratar com o devido respeito a todos os que são próximos a você, que não têm culpa nem responsabilidade sobre o caso. Afinal, foi você que deixou passar tempo demais encostando e se acomodando a uma situação com a qual não estava conforme.

O impulso de reinventar a vida é propício e legítimo, mas não se pode dizer o mesmo de atropelar os semelhantes se convencendo de que a culpa é do mundo, dos outros, mas nunca uma responsabilidade sua, de algo que poderia ter sido feito há muito tempo, mas que o próprio tempo passou e aqui está você, inconformado e agressivo por não gostar do que vê ao seu redor.

“Ao seu redor” é a indicação de você ser o epicentro desse drama, a alma responsável pela prisão em que escolheu se meter e também responsável por reinventar o roteiro e fazer da vida algo que valha a pena.

Por isso, nada de precipitação, o enfado pode até ser um bom sinal, mas desde que tratado com mestria e sabedoria, como uma plataforma sobre a qual se lançar a uma vida melhor, uma que sua própria alma tenha de inventar.

Afinal, você não sabia que as pessoas não definem a si mesmas pelos problemas que experimentam, mas pela maneira com que os solucionam?