Em sua quinta temporada, ‘The Blacklist’ ainda tem fôlego

Em sua quinta temporada, ‘The Blacklist’ ainda tem fôlego

Eliana Souza

12 Março 2018 | 09h41

Criada em 2013, a série The Blacklist continua sua trajetória, agora em sua quinta temporada, exibida toda quinta, às 22h, no canal AXN. O sucesso vem desde o primeiro episódio, quando é apresentado o fugitivo mais procurado pelo FBI Raymond Reddington (interpretado por James Spader), que decide se entregar, mas impõe a condição de somente falar com a agente Elizabeth Keen (Megan Boone). Desde então, muito aconteceu, muitos tiros, assassinatos, celulares jogados fora e a emoção dessa relação de Red com Keen, que levava o espectador a crer que nasceria algo a mais ali. Com o tempo, os mistérios viriam a ser esclarecidos.

Reddington (James Spader) e a agente Elizabeth Keen (Megan Boone), em cena da série 'The Blacklist' (foto: NBC)

Reddington (James Spader) e a agente Elizabeth Keen (Megan Boone), em cena da série ‘The Blacklist’ (foto: NBC)

Agora, nessa nova temporada, despontou algo bem estranho, que vem alimentando discussões nas redes sociais. Qual o motivo de terem trocado o dublador do personagem vivido por Spader? Claro que o som original é sempre melhor e, no caso dessa série, faz toda diferença. A interpretação de James Spader é sóbria, pesada e, mesmo na descontração, tem sua marca, o que muda na versão dublada, pois oferece outra densidade ao personagem.

Questionado, o canal informa que Mauro Ramos, o dublador original, não teve como continuar o trabalho, pois se mudou do Rio de Janeiro, onde é feito trabalho de dublagem. Nesta nova fase, o dublador é Luiz Carlos Persy.

E, para quem acompanha a exibição brasileira, prepare o coração e marque aí na agenda. No dia 19 de abril, será exibido o aguardado episódio de número 100, que contará com a participação do ator Nathan Lane.

E como são os números de audiência da série? De acordo com dados da emissora, a quarta temporada, exibida em 2017, alcançou mais de 8 milhões de pessoas com a exibição no AXN, sendo liderado na preferência por mulheres entre 25 e 34 anos.

Notas da telinha

A Globo sedia o Editors Lab, que será realizado pela primeira vez no Brasil, nos dias 7 e 8 de abril. Trata-se de um programa mundial reunindo produtores de notícia, que já teve edições na BBC, El País, The New York Times, e é idealizado pela Global Editors Network (GEN), associação internacional que tem como meta fomentar inovação digital e jornalismo sustentável.