As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Nick Tosches e o sushi

Ricardo Lombardi

15 Junho 2007 | 09h07

Quem ainda não conhece o estilo do escritor e jornalista americano Nick Tosches, autor de “A Última Casa de Ópio”, editado aqui no Brasil pela Conrad, deve dar uma olhada nesta reportagem publicada pela revista Vanity Fair. Tosches foi ao Japão e escreveu sobre o maior mercado de peixes e frutos do mar do mundo, o Tsukiji (que ocupa uma área equivalente a mais ou menos 40 campos de futebol). Para quem gosta de sushi, cultura oriental e bom jornalismo, um texto imperdível. É também uma amostra de como Tosches brinca com o texto jornalístico. A foto acima mostra um dos personagens da matéria, Maguro no kaiwa, abrindo um atum.
Um sushiman amigo me conta que, em São Paulo, no Ceasa, os fornecedores escondem os melhores peixes para os melhores compradores. “Só uns poucos conseguem os produtos mais raros”, conta. Valeria investigar. Deixo aqui também a frase de abertura do livro de Tosches sobre o ópio:

“Veja bem, eu precisava ir pro inferno. Eu estava, pode-se dizer, com saudade de casa.”