Aceleração do Tempo e Pós-Democracia: Violência e Comunicação
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Aceleração do Tempo e Pós-Democracia: Violência e Comunicação

Esse é o tema do seminário que o Grupo de Pesquisa Humanidades e Mundo Contemporâneo do Instituto de Estudos Avançados realiza no dia 1º de outubro, às 14 horas, na USP

Ricardo Lombardi

28 Setembro 2014 | 16h22

tempo_1.jpg

Aceleração do Tempo e Pós-Democracia: Violência e Comunicação” é o tema do seminário que o Grupo de Pesquisa Humanidades e Mundo Contemporâneo do Instituto de Estudos Avançados realiza no dia 1º de outubro, às 14 horas, na Sala de Eventos do Instituto, na Universidade de São Paulo.

Segundo a filósofa Olgária Matos,professora da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP e coordenadora do grupo, a ideia é analisar a dimensão do tempo no mundo contemporâneo e interrogar o que há de “temporal e atemporal no moderno”. Para isso, o encontro abordará as metamorfoses do sujeito em face das inovações tecnológicas, com foco no processo de aceleração dos ritmos de vida. “Trata-se de compreender as novas figuras da alteridade, da identidade e da interioridade do novo sujeito, particularmente nas relações que requerem a temporalidade extensiva e qualitativa, como o amor, a amizade ou o relacionamento entre pais e filhos”, explicou. O tema será explorado a partir de três eixos analíticos: o pensamento do filósofo francês Henri Bergson sobre o corpo e a memória; o fenômeno da cultura digital; e o filme “O Estranho Caso de Angélica”, do cineasta português Manoel de Oliveira. Os expositores serão a filósofa Rita Paiva, professora da Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (EFLCH) da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp); o sociólogo Mauro Rovai, também da EFLCH; e o antropólogo Massimo Canevacci, professor visitante do IEA. A mediação ficará a cargo de Matos.

[As informações são de Flávia Dourado, do site do Instituto de Estudos Avançados].

Mais informações: Cláudia Regina Tavares, pelo telefone (11) 3091-1686 ou e-mail clauregi@usp.br