Roger Waters no Desert Trip: ‘Trump é um porco’
As informações e opinões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Roger Waters no Desert Trip: ‘Trump é um porco’

O Estado de São Paulo

10 Outubro 2016 | 10h57

INDIO, Calif. – Roger Waters deixou bem claro seus sentimentos sobre Donald Trump e o Estado de Israel durante sua apresentação no festival Desert Trip, na noite deste domingo, 9, nos EUA.

O cantor e compositor de 73 anos também se manifestou contra a guerra e se dirigiu ao movimento Black Lives Matter durante seu show de 2 horas que encerrou o festival de três dias na Califórnia.

A visual display referring to Republican U.S. presidential nominee Donald Trump is projected on the screen as Roger Waters performs at Desert Trip music festival at Empire Polo Club in Indio, California U.S., October 9, 2016. Picture taken October 9, 2016.  REUTERS/Mario Anzuoni

Telão do Desert Trip mostra a mensagem: ‘Trump é um porco’, durante show de Roger Waters

Waters espinafrou o candidato republicano com músicas e imagens. A face de Trump apareceu no gigantesco telão acima do palco com a palavra “charade” (farsa) enquanto era executada a canção Pigs (Three Different Ones). Depois apareceram imagens de Trump vestindo chapéu da Ku Klux Klan.

Um balão em formato de porco também flutuou sobre a audiência, com a cara de Trump e as palavras “porco ignorante, mentiroso, racista, sexista”. E no caso de a mensagem não ter ficado muito clara, o telão também projetou: “Trump é um porco”.

Roger Waters performs at Desert Trip music festival at Empire Polo Club in Indio, California U.S., October 9, 2016. Picture taken October 9, 2016.  REUTERS/Mario Anzuoni     TPX IMAGES OF THE DAY

Roger Waters encerrou o festival na Califórnia. Fotos: Mario Anzuoni/Reuters

O set de Waters incluiu vários clássicos do Pink Floyd, como Time, Money, Wish You Were Here e Dark Side of the Moon. / AP

Mais conteúdo sobre:

Desert TripRoger WatersDonald Trump