Nervosa e emocionada, Adele faz homenagem a George Michael no Grammy Awards
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Nervosa e emocionada, Adele faz homenagem a George Michael no Grammy Awards

O Estado de São Paulo

13 Fevereiro 2017 | 01h10

Adele homenageia George Michael no Grammy 2017. Foto: Lucy Nicholson

Adele homenageia George Michael no Grammy 2017. Foto: Lucy Nicholson

A cantora britânica Adele retornou ao palco do Grammy Awards na noite deste domingo, 12, para realizar uma homenagem a George Michael, falecido em dezembro do ano passado.

Adele já havia aberto a cerimônia do Grammy 2017 cantando a sua própria Hello, presente no álbum 25 (2015), numa apresentação sem erros. Para o tributo a Michael, porém, novamente a britânica precisou lidar com o nervosismo.

No meio da apresentação de Fast Love, música do álbum Older (1996), Adele fez uma interrupção e admitiu estar emocionada, pedindo licença para recomeçar. “Eu não posso fazer isso com ele, eu preciso fazer isto certo”, disse, nervosa, antes de reiniciar a apresentação.

Em 2016, Adele já havia sofrido com o nervosismo na premiação ao apresentar All I Ask, também do 25. Uma falha no piano desestabilizou a cantora, que acabou perdendo o tom e desafinou em algumas notas.

Adele é uma das artistas com mais indicações ao Grammy 2017, cinco, incluindo de álbum do ano. Antes do início da cerimônia televisionada, ela já havia faturado os prêmios de melhor performance pop para Hello e melhor álbum pop vocal por 25.

Mais conteúdo sobre:

AdeleGeorge MichaelGrammy