1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Lemmy, do Motörhead, morreu de câncer de próstata

O Estado de São Paulo

20 janeiro 2016 | 21:25

Lemmy Kilmister, vocalista da banda Motörhead, morreu devido a um câncer de próstata. O site TMZ obteve com exclusividade a certidão de óbito com a causa da morte. Quando o músico britânico morreu, em dezembro do ano passado, a banda revelou que ele lutava contra um câncer “extremamente agressivo”, mas não especificou o motivo.

Um comunicado oficial da página do Facebook da banda revelou que Lemmy só recebeu o diagnóstico de câncer dois dias antes de morrer. Segundo o TMZ, apesar do pouco conhecimento sobre o câncer Lemmy tinha outros problemas de saúde que o forçaram a diminuir o consumo de álcool e cigarros.

O músico vinha passando por problemas de saúde desde 2013. Além de diabetes e gastrite, Lemmy também teve que colocar um marcapasso. “Eu precisei cortar o cigarro e a bebida”, disse o músico à revista Kerrang.

lemmy_535
Em abril deste ano, o Motörhead chegou a cancelar sua participação no festival Monsters of Rock, em São Paulo, a poucos minutos de acontecer a apresentação, por causa dos problemas de saúde de Lemmy.

Em setembro, o 22º álbum da banda, Bad Magic, chegou às lojas. A previsão inicial era de que eles continuassem a turnê mundial até o fim de janeiro. No mês passado, o ex-baterista da banda, Phil Taylor, também morreu. O músico fez parte da formação clássica da banda, com Eddie Clake e Lemmy entre 1975 e 1984 e 19878 e 1992.

A influência de Lemmy Kilmister
JF Diório/Estadão
Lemmy morre aos 70 anos, mas deixa legado

Dono de carisma e voz potente, o líder do Motörhead também reinventou o baixo para o rock. A influência fez com que ele tivesse reconhecimento de seus pares e músicos mais jovens ainda em vida. Veja alguns dos amigos e parceiros da lenda