Com abertura sóbria, Mostra Internacional de Teatro de São Paulo deixou os discursos para a peça ‘Suíte Nº 2’
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Com abertura sóbria, Mostra Internacional de Teatro de São Paulo deixou os discursos para a peça ‘Suíte Nº 2’

Leandro Nunes

02 Março 2018 | 01h23

Um festival de teatro não muda um país ou o mundo. Mas o que o discurso de abertura da 5ª Mostra Internacional de São Paulo (MITsp), nesta sexta, 1º, feito por Denise Stoklos, no Auditório Ibirapuera, pode mudar foi o tom trazido na edição passada.

Diferentemente das vaias direcionadas aos governantes em 2017, que não conseguiram falar no Teatro Municipal, a quinta edição teve sua estreia com falas breves dos realizadores da MITsp e sem a presença de representantes das secretarias municipal e estadual, e do Ministério da Cultura.

Ao fim de ‘Suíte Nº 2’, atores agradecem a plateia FOTO: LEANDRO NUNES

O espetáculo Suíte Nº2, do francês Joris Lacoste abriu a noite com a celebração de sua Enciclopédia das Fala, projeto do diretor que reúne textos reais pronunciados em algum lugar do mundo.

O espetáculo é falado nas línguas inglês, japonês, francês, árabe, holandês, alemão, português, espanhol, russo, croata, lingala, chinês, dinamarquês, sânscrito e urdu. Talvez pela abundância de palavras da peça, as falas dos convidados foram estimuladas à economia. “Num país em que as coisas são tão eventuais, é bom saber que existe uma mostra no sentido de perenidade”, disse o diretor do Itaú Cultural Eduardo Saron.

Já o diretor do Sesc São Paulo, Danilo Santos de Mirando, lembrou da atriz e produtora Ruth Escobar, morta em 2017, que idealizou o Festival Internacional de Teatro de São Paulo, evento que inspirou a MITsp. “Ela teve papel vital nesse processo, abrindo a cidade para receber artistas do mundo todo”, afirmou. “Precisamos colocar pessoas que defendem as nossas ideias para mudarmos o país.”

O idealizador da MITsp e diretor de produção Guilherme Marques agradeceu os parceiros. “Isso nos movimenta e queremos continuar nessa caminhada, nos fortalecendo.”

Até o dia 11 de março, a 5ª MITsp traz 12 atrações, entre espetáculos, performances, e um audiotour, uma programação com debates, oficinas e a plataforma MITbr, com montagens brasileiras, nas unidades do Sesc, Itaú Cultura, Sesi, teatros locais e outras instituições.