Camarão que pode matar com o som é nomeado em homenagem ao Pink Floyd
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Camarão que pode matar com o som é nomeado em homenagem ao Pink Floyd

O Estado de São Paulo

13 Abril 2017 | 13h49

OXFORD, Inglaterra – Uma recém descoberta espécie de camarão, que usa uma garra brilhante cor-de-rosa para criar um som alto o bastante para matar peixes pequenos, foi nomeada em homenagem ao Pink Floyd.

O camarão encontrado na costa Pacífica do Panamá foi batizado como Synalpheus pinkfloydi na revista científica Zootaxa. O pesquisador do Oxford University Museum of Natural History, Sammy De Grave, é um dos três cientistas creditados com a descoberta. Ele diz que a descrição do animal foi “a oportunidade perfeita para finalmente celebrar minha banda preferida”.

This photograph received from the Federal University of Goias on April 12, 2017, shows the newly-discovered bright pink-clawed pistol shrimp which has been named as 'Synalpheus pinkfloydi' in the scientific description of the species. A shrimp with a large pink claw capable of making a deafening sound was dubbed Pink Floyd, in recognition of the discoverer's favourite rock band, the Museum of Natural History of Oxford University said April 12, 2017.  / AFP PHOTO / Federal University of Goias / Arthur Anker / RESTRICTED TO EDITORIAL USE - MANDATORY CREDIT

Synalpheus pinkfloydi, a espécie de camarão nomeada como homenagem ao Pink Floyd. Foto: AFP PHOTO / FEDERAL UNIVERSITY OF GOIAS / ARTHUR ANKER

De acordo com Oxford, algumas espécies de camarão fecham suas garras maiores numa velocidade suficiente para criar uma bolha que explode. O resultado é um som tão alto que pode matar ou atordoar um peixe.

O Pink Floyd tem outra homenagem na natureza: uma espécie de donzela (inseto parecido com a libélula) foi nomeado a partir do álbum Ummagumma, de 1969. / AP