A pedido de assinantes, Netflix troca recomendação com estrelas por botão de curtir
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

A pedido de assinantes, Netflix troca recomendação com estrelas por botão de curtir

O Estado de São Paulo

21 Março 2017 | 11h36

A série 'Stranger Things' foi um dos maiores sucessos de 2016. Foto: Divulgação/Netflix

A série ‘Stranger Things’ foi um dos maiores sucessos de 2016. Foto: Divulgação/Netflix

O serviço de streaming Netflix resolveu atender a um pedido já antigo de seus assinantes, mudar a forma de avaliação dos filmes e séries disponíveis no catálogo.

Numa conferência realizada com jornalistas na Califórnia, o vice-presidente de produtos do serviço, Todd Yellin, revelou que a Netflix vai abandonar a atual recomendação por estrelas, que vão de de um a cinco, e adotará os botões de curtir e ‘descurtir’. A informação é do site The Verge.

A intensão do serviço é facilitar o método como as pessoas avaliam os produtos, que ficará mais objetivo com os novos botões. “Cinco estrelas parece coisa de ontem”, disse Yellin.


A Netflix quer que as recomendações indiquem coisas que as pessoas queiram assistir e não a sua qualidade. “O que você assiste e o que você diz que gosta são coisas diferentes”, explica o executivo.

Segundo a empresa, um grupo de usuários testou o sistema de curtidas no ano passado e o resultado foi altamente positivo: naquele grupo houve um aumento de 200% de avaliações feitas pelos usuários.

Para ajudar ainda mais o assinante a encontrar produtos que sejam do seu interesse, a Netflix irá adotar também um serviço de combinação por percentagem. De acordo com Yellin, algorítimos irão analisar e mostrar aos usuários uma porcentagem, baseada nas suas atividades anteriores na Netflix, de filmes e séries que provavelmente sejam do seu interesse.

Além disso, o executivo fez uma revelação que surpreendeu a companhia, segundo o The Verge. Os usuários estão mais dispostos a assistir a conteúdos de outros países, mesmo com legendas. “Nós estamos encontrando esses grupos de pessoas e percebendo quem é como você, quem gosta desse tipo de coisa e estamos combinando as informações”, explicou Todd Yellin.

Mais conteúdo sobre:

Netflix