Se a Première Brasil 2017 fosse minha…

Se a Première Brasil 2017 fosse minha…

Rodrigo Fonseca

14 Outubro 2017 | 10h50

“As Boas Maneiras”: uivos autorais

Rodrigo Fonseca
Se eu tivesse que votar no júri de filmes nacionais do Festival do Rio 2017, minhas escolhas seriam:

Filme (ficção): As Boas Maneiras, de Juliana Rojas e Marco Dutra

Documentário: Iran, de Walter Carvalho

Curta-metragem: Alcibíades, de Breno Nina

Prêmio Especial do Júri: para Silvio Tendler, pela discussão geopolítica de Dedo na Ferida, com menção honrosa para Otávio Augusto, pelo conjunto de sua carreira como ator, coroada no bom desempenho em Como É Cruel Viver Assim

Direção (ficção): Gabriela Amaral Almeida, por O Animal Cordial

Direção (documentário): Beth Formaggini, por Pastor Cláudio

Atriz: Maeve Junkins, por Açúcar ex aequo com Luciana Paes por O Animal Cordial

Ator: Murilo Benício, por O Animal Cordial

Atriz coadjuvante: Magali Biff, por Açúcar

Ator coadjuvante: Digão Ribeiro, por Praça Paris

Roteiro: Lucas Paraíso, por Aos Teus Olhos

Fotografia: Dante Belluti, por Como É Cruel Viver Assim

Montagem:  Maria Rezende, por Como É Cruel Viver Assim