Paulina García em dia de glória no Reserva de Niterói

Paulina García em dia de glória no Reserva de Niterói

Rodrigo Fonseca

04 Abril 2018 | 10h20

“A Noiva do Deserto” passa pelo crivo da ACCRJ em evento no Reserva Cultural

Rodrigo Fonseca
Apelidada de “Meryl Streep do Chile”, Paulina García volta às telas brasileiras com A Noiva do Deserto, produção rodada na província argentina de San Juan por um par de diretoras estreantes, Valeria Pivato e Cecília Atán, que virou sensação em Cannes em 2017, na seleção Um Certain Regard. Centrado na peleja de uma faxineira desempregada para se reinventar em meio a uma viagem por uma região desértica da América do Sul, o novo longa-metragem da estrela de Glória (2013) vai virar tema de debate da ACCRJ (a Associação de Críticos de Cinema do Rio de Janeiro) segunda-feira que vem (dia 9) no Reserva Cultural em Niterói. As atrizes Simone Kalil (da peça Brimas) e Bianca Joy Porte (do antológico Prometo um Dia Deixar Essa Cidade) vão conversar com o crítico Leonardo Luiz Ferreira sobre o desempenho de Paulina.  

“Gosto de correr o continente, filmando em diferentes cantos das Américas, para poder trocar experiências sobre nossa identidade“, disse Paulina, em entrevista ao P de Pop.

Em La Novia Del Desierto, ela vive uma relação de amor inusitada com um caixeiro viajante. “Chamei a atenção do cinema já madura e isso me dá a chance de valorizar papéis que antes não ganhavam atenção por falta de interesse por atrizes mais experientes”, diz a chilena.