Ocelot na mira de Cannes

Ocelot na mira de Cannes

Rodrigo Fonseca

05 Abril 2018 | 10h28

“Dilili em Paris”

Rodrigo Fonseca

Mito da animação europeia, Michel Ocelot, diretor de Kiriku e a Feiticeira (1998), pode sacudir o 71. Festival de Cannes com uma lúdica recriação da Belle Époque em seu novo longa-metragem: “Dilili em Paris”. Só vamos saber o que vai compor a seleta 2018 de Cannes no dia 12 de abril, quando a direção artística do evento divulgará as atrações a serem exibidas de 8 a 19 de maio. A abertura lá fica por conta de “Todos Lo Saben”, do iraniano Asghar Farhadi, com Penélope Cruz e Javier Bardem. Mas Ocelot é um dos diretores mais cotados para o evento. Nesse trabalho centrado no passado de sua pátria, o animador de 74 anos narra as aventuras de uma menina às voltas com segredos e perigos da vida noturna parisiense, tendo Santos Dumont, nosso patrono da aviação, como aliado.

Estima-se que uma leva de diretores brasileiros vá tentar a sorte em Cannes este ano, mas Carlos Diegues (“Grande Circo Místico”), Andrucha Waddinton (“O Juizo”) e Gabriel Mascaro (“OverGod”) são os mais cotados.