Clipe do Radiohead e música do Tim Bernades: porque pouco de melancolia gélida não faz mal a ninguém nessas tardes quentes
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Clipe do Radiohead e música do Tim Bernades: porque pouco de melancolia gélida não faz mal a ninguém nessas tardes quentes

Pedro Antunes

12 Setembro 2017 | 16h56

Radiohead lança o clipe de Lift e Tim Bernardes mostra um pouco a mais do seu primeiro disco solo

O termômetro está marcando 29ºC às 15h59, em São Paulo. 
Tarde quente, terça-feira, dia 12, às véspera de Rock in Rio. 
Ué, não é inverno ainda? 

Cena do clipe ‘Lift’, do Radiohead

Também é dia de melancolia, ainda bem.


Como um pouco de água gelada jogada na cuca – ou no coração – quase que propositalmente para amenizar o sol “que bate na moleira”, como tão bem cantou/escreveu Chico Buarque em As Caravanas, música do seu novo disco.

Melancolia sofrida, gélida, daquelas que esfriam o âmago acalorado demais.

E pode ser gringa ou nacional, é você quem escolhe.

A começar pelo Radiohead, banda britânica que é considerada por alguns como “os Beatles da nossa geração”. Thom Yorke e companhia decidiram reviver uma das músicas mais lendárias da sua discografia, feita para o disco OK Computer, de 1997.

Lift poderia para ser o single mais radiofônico do não-radiofônico disco que completou 20 anos em junho de 2017. Quem ouviu-a ao vivo, ainda em 1996, dizia que era linda. A canção chegou a ser executada noutras oportunidades pela banda de Thom Yorke, mas a sua versão num disco, mesmo, só veio agora.

Na edição comemorativa do disco, chamada OKNOTOK, cheia de raridades, presentinhos pros fãs e pequenas delícias.

Para melhorar ainda mais, a banda lançou nessa terça-feira calourenta, um clipe lindíssimo (talvez perturbador) sobre essa viagem de elevador de Thom Yorke.

Assista: 

A segunda dose gélida da tarde, ardidamente deliciosa como uma cerveja a descer pelo gogó enquanto os pés se afundam na areia, é Recomeçar, a nova música de Tim Bernardes, o vocalista d’O Terno, trio paulistano que você deveria conhecer há tempos.

Recomeçar é a canção que dá nome ao disco solo do Tim, menino-geninho do neo-mpb-indie que tem três discos com a banda, algumas canções lançadas por outros artistas e, agora, fará sua empreitada solitária.

E, no fim das contas, Recomeçar (o disco) parece girar em torno dessa palavra. A solidão.

Recomeçar, a canção, é sobre o deixar partir.

“A dor do fim vem pra purificar
Recomeçar
Recomeçar”, canta Tim

Refrescou?

(O autor do blog publica, todos os dias, no Instagram, os drops Tem um Gato na Minha Vitrola, com dicas e avaliações sobre o melhor da nova música brasileira. Nos vemos por lá?)