O rosa é o novo preto (na moda, na praça, na fazenda)

Estadão

25 Outubro 2012 | 08h28


Há uns meses, uma amiga editora de moda voltou de uma temporada fora do Brasil cobrindo desfiles  e falou. “Não sei o que me deu, estou com mania de usar rosa. Não estou entendendo essa minha fase mulherzinha.” Nunca tinha visto essa amiga de rosa na vida e ela é do tipo que (junto comigo) chamaria na hora uma dessas moças- rosas de Barbie (nossa inimiga em forma de boneca).

Uns três meses depois. Meus amigos criadores do movimento “Amor sim, Russomano Não” falam empolgados. “A cor tem que ser rosa. Rosa não é a cor de nenhum partido. Simboliza o amor. E São Paulo é uma cidade muito masculina.” E escrevem no convite: “vá de rosa”. Início de outubro. A Praça Roosevelt foi inundada por gente vestida de rosa da cabeça aos pés.

Domingo passado. A praça ficou rosa. O festival “Existe amor em SP” reuniu, segundo o organizadores, cerca de oito mil pessoas na praça. Alguém pegou o microfone e disse: “está inaugurada a praça Rosa Velt!.” E o rapper Criolo, vestido de branco, com sua banda toda de rosa, pediu: “vamos inundar de amor essa praça. É possível.”

Parêntesis. atenção para a imagem dos garotos do rap vestidos de rosa (esses caras que costumam ser carrancudos, não sem razão). Homem de música em geral posa de macho. Garotos do rap vestidos de rosa significam alguma coisa (boa). Rosa era cor de mulherzinha. Lembram?

Ao mesmo tempo em que acompanho essas imagens pela internet, vago pela Europa de férias e compro roupas muito baratas nas lojas de roupas batatas. São aquelas chamadas de “Fast Fashion”. Nas liquidações de outono você encontra TUDO rosa. Camiseta, calça, vestido, cardigan. “Reparou que tudo que é rosa e barato você esta comprando?”, diz meu amigo,.

As lojas de fast fashion não resolveram que a cor era rosa da cabeça deles. Garanto. Pesquisa rápida. Em seus desfiles para o outono, as passarelas internacionais foram tomadas pelo rosa. Marc Jacobs (um dos mais copiados no mundo) foi com tudo: rosa pink, rosa flúor. E provocou escândalo ao sair ele mesmo usando um vestido pink.

Aposta de mãe Dinah da moda. Nos próximos desfiles da SPFW, vários estilistas vão optar pelo rosa porque, huuuum, sabe, bateu uma inspiração do além (mentira,é cópia mesmo).

Alerta. Os blogs de moda (gringos e brasileiros) já começaram a decretar em tom sério (ao contrário desse blog) que o rosa é o novo preto. E que você TEM que ter uma peça rosa. Eu, vitima da moda e empolgada com os movimentos pró amor em SP, já  tenho varias.

E, pela primeira vez, blogueiras de moda e de esmalte e ativistas vão se vestir da mesma cor. Quem diria…