Twitter começa a combater conteúdo abusivo

Twitter começa a combater conteúdo abusivo

Marcelo Rubens Paiva

18 Dezembro 2017 | 18h26

 

O Twitter começa hoje a aplicar uma norma que é uma exigência antiga dos usuários daquela que é uma das redes sociais mais influentes: combaterá o conteúdo abusivo e violento da comunidade virtual.

No passado, a rede conseguiu bloquear algumas contas nitidamente ofensivas.

Como a do grupo nazista alt-right.

O Twitter anuncia que será mais duro com usuários que publicam conteúdo que incitem ódio ou ameacem a integridade das pessoas.

Exigirá a eliminação de textos, links e, se reincidentes, realizará suspensões temporárias, como o Facebook já faz há anos.

Proibirá o uso de símbolos que promovem intolerância e ofensas contra raças ou orientação sexual.

Poderá também expulsar usuários da comunidade.

Trump, que costuma postar conteúdo racista e xenofóbico, estará na mira da empresa?

A conta de Jared Taylor, um notório ativista racista, já foi bloqueada.