Simpósio destrincha 1968

Simpósio destrincha 1968

Marcelo Rubens Paiva

12 Março 2018 | 11h23

 

O marcante ano de 1968, em que as ilusões acabaram, ganha três dias de debates intensos.

Na efeméride cinquenta anos de 1968.

Fim das utopias, descrédito num mundo bipolar, guerras, ortodoxia na cultura, cinema, a contracultura, revolta dos jovens, o protesto contra autoritarismo e colonialismo…

Depois de 1968, o mundo nunca mais foi o mesmo.

Que começou em 1967.

Em Cuba, a Organização Latino-Americana de Solidariedade (OLAS) uniu movimentos revolucionários e anti-imperialistas da América Latina e ofereceu suporte para expandir a revolução.

Queriam muitos Vietnãs pelo mundo dominado pelo imperialismo (Marighella representava o Brasil e recebeu apoio de Fidel para iniciar a guerrilha por aqui).

Na verdade, paradoxalmente, em 9 de outubro de 1967, a notícia do fuzilamento de Che Guevara chegou na reunião de lideranças do mundo todo.

A ideia de que, com poucos amigos, companheiros, uma banda, um grupo, podia-se quebrar um sistema e mudar o mundo, vinga ou entra em crise?

A ERA DE TODAS AS VIRADAS será um simpósio internacional entre os dias 6 a 8 de junho de 2018 na Fefelech USP, no Departamento de História (FFLCH).

Quando foi aceso o pavio de um ano tão explosivo na política e cultura?

Em cada país, sua realidade opressora resultou numa onda de protestos.

No Brasil, a ditadura, a censura e a repressão a estudantes. Que deram no AI-5.

No México, o massacre na Praça Tlatelolco, na Cidade do México, em que a polícia investiu contra estudantes e grevistas.

Nos EUA, o assassinato de Mr King, Malcon X de klíderes dos Panteras Negras, a luta contra a Guerra do Vietnã (que começou em Berkeley, CA).

A Revolta de StoneWall, em NY, que deu o ponta pé das manifestações pelos direitos civil da comunidade LGBT está na pauta.

Assim como a ascensão do movimento feminista.

Na França, claro, nem preciso discorrer sobre.

Primavera de Praga, Lacan, drogas, Revolução Cultural Chinesa, Marcuse…

A maratona rola no Anfiteatro de História (AH), Anfiteatro de Geografia (AG), Anfiteatro Nicolau Sevcenko (ANS), Auditório de Geografia (AUDIG), Centro de Apoio à Pesquisa Histórica (CAPH) e na Sala de Vídeo (SV), todos na Cidade Universitária.

No último dia, 22h30, espetáculo Sons e Fúrias de 1968 do Grupo Ô de Casa encerram os trabalhos no vão do prédio.

Osvaldo Coggiola, Milton Pinheiro, Francisco Alambert, Lincoln Secco, Rodrigo Ricupero, Luiz Bernardo Pericás, Antonio C. Mazzeo, Denise Paraná, Rodrigo Medina Zagni, Luiz Renato Martins, Luiz E. Simões de Souza, Gilberto Maringoni são da comissão organizadora.

Inscrições no site da USO: http://1968.fflch.usp.br

Apoio: PPGHE – GMarx – Prolam USP – Boitempo Editorial – NEPH – CAHIS – CEDHAL – LEHDA – DCE Livre da USP.

Programação abaixo.

 

 

6 de junho (4ª Feira)

 

9:00 hs. (AH): 1968 ALÉM DA LENDA: Osvaldo Coggiola – Comentários: Rodrigo Ricupero

9:00 hs. (ANS): MÉXICO 1968: O MASSACRE DE PRAÇA DE TLATELOLCO: Waldo Lao Fuentes Sanchez – Azucena Citelli Jaso – Everaldo de Andrade

9:00 hs. (AG): A CRISE DO NACIONAL-DESENVOLVIMENTISMO: Alexandre de Freitas Barbosa – Lúcio Flavio de Almeida – André Kaysel – Robério Paulino – Roberto Bitencourt da Silva

9:00 hs. (AUDIG): O ASSASSINATO DE MARTIN LUTHER KING E A LUTA PELOS DIREITOS CIVIS: Maria Clara Carneiro Sampaio – Comentários: Maria Helena Machado e Gabriel Rocha Gaspar

9:00 hs. (CAPH): O FIM DO CICLO ECONÔMICO DE PÓS-GUERRA: Luiz Eduardo Simões de Souza – José Menezes Gomes – Alberto Handfas – Apoena Cosenza

14:00 hs. (AH): O MOVIMENTO ESTUDANTIL BRASILEIRO EM 1968: Vladimir Palmeira – José Dirceu – Gilson Dantas

14:00 hs. (AG): DO RETORNO À NATUREZA À AGROECOLOGIA: Antonio Carlos Colângelo – Valéria de Marcos – Larissa Bombardi – Átila Miklós

14:00 hs. (ANS): A REVOLTA DE BERKELEY E A LUTA CONTRA A GUERRA: Ruy Braga – Flavio Francisco Ribeiro – Sean Purdy

14:00 hs. (AUDIG): STONEWALL E A LUTA DOS HOMOSSEXUAIS: Wilson Honório da Silva – Comentários: Gisele Sanfroni

14:00 hs. (CAPH): 1968 E O MOVIMENTO COMUNISTA INTERNACIONAL: Antonio C. Mazzeo – Milton Pinheiro – Mauricio Parisi – Anderson Deo

14:00 hs. (SV): 1848 E 1968: DA PRIMAVERA DOS POVOS ÀS REBELIÕES ESTUDANTIS: Rogério Perito – Paulo Yasha – Sílvia Murad – Carlos Alberto Borba – Yuri Martins Fontes – Daniel Nunes Leal

17:00 hs. (AH): A SAGA DO TEATRO OFICINA: José Celso Martinez Correia – Comentários: Jean Tible – Osmar Araújo

17:00 hs. (AG): A ERA DE WOODSTOCK: Adrián Fanjul – Álvaro Pereira Júnior – Fernando Sarti – Rogério de Campos

17:00 hs. (ANS): O MAIO FRANCÊS DE 1968: Olgária Matos – Erick Correa – Marcelo Hoffman

17:00 hs. (AUDIG): EMÍLIA VIOTTI DA COSTA, CASSADA EM 1968: Sylvia Bassetto – Zilda Iokoi – Rafael Bivar Marquese – João Ricardo de Castro Caldeira – Ana Maria Camargo

17:00 hs. (CAPH): O “OUTONO QUENTE” NA ITÁLIA: Silvia de Bernardinis – Elisabetta Santoro – Barbara Balzerani – Homero Santiago

17:00 hs. (SV): O ANARQUISMO EM 1968: Felipe Correa – Acácio Augusto – Edson Passetti – Ricardo Rugai

19:30 hs. (AH): A CENA DOS QUADRINHOS BRASILEIROS NOS ANOS 1960: Rogério de Campos – Maringoni – Laerte

19:30 hs. (AUDIG): A CRISE CONJUNTA DO CAPITALISMO E DA BUROCRACIA: Jorge Altamira (Universidad Obrera, Buenos Aires) – Comentários: Henrique Canary

19:30 hs. (ANS): A FFCL-USP EM 1968: Paulo Arantes – Carlos Guilherme Mota – Francisco Alambert – Marcia Bassetto Paes

19:30 hs. (AG): PAULO FREIRE: EDUCAÇÃO E LIBERTAÇÃO: Carmen Sylvia Vidigal de Moraes – Carolina Catini – Angela Antunes – Maria Amélia Cupertino

19:30 hs. (CAPH): PORTUGAL: DA REVOLTA ANTIDITATORIAL À REVOLUÇÃO DOS CRAVOS: Valério Arcary – Erick Correa – Tales Pinto dos Santos – Augusto Bonicuore

19:30 hs. (SV): PSICANÁLISE E POLÍTICA: LACAN EM 1968: Miriam Debieux – Caterina Koltai – Comentários: Maria Luisa Sandoval Schmidt

 

7 de junho (5ª Feira)

 

9:00 hs. (AH): DROGAS, CONTRACULTURA E CONTROLE SOCIAL: Henrique Carneiro – Comentários: Júlio Delmanto

9:00 hs. (ANS): 1968, FEMINISMOS E MEMÓRIA: Danielle Tega – Amelinha Teles – Maira Luisa Abreu – Rosane Borges

9:00 hs. (AG): 1968 E AS COLÔNIAS: Muryatan Barbosa – Mustafá Yazbek – Helena Wakim Moreno – Gustavo Velloso

9:00 hs. (AUDIG): A REVOLUÇÃO CULTURAL NA CHINA: Andrea Longobardi – Luiz Paulino – Marcio Naves – José R. Mao Jr.

9:00 hs. (CAPH): ESPANHA: OS ESTUDANTES CONTRA O FRANQUISMO: Fernando Camargo – Ana Lúcia Gomes Muniz – Antonio Rago

9:00 hs. (SV): 1968 EM CUBA: POLÍTICA EXTERNA E POLÍTICA CULTURAL: Silvia Miskulin – Comentários: Idalia Morejón

14:00 hs. (AH): O AI-5 E A CONSOLIDAÇÃO DA DITADURA: Marcos A. Silva – Angélica Lovatto – Isa Grinspun Ferraz – David Maciel – Sergio Alves de Souza

14:00 hs. (ANS): PANTERAS NEGRAS, BLACK POWER E LEGADO DE MALCOLM X: Raquel Barreto – Flavio Ribeiro – Henrique Goulart – Hertz Dias – Silvio Luiz de Almeida

14:00 hs. (AG): A MORTE DE CHE GUEVARA E SUA PROJEÇÃO SIMBÓLICA MUNDIAL: Luiz Bernardo Pericás – Nélida Hernández Carmona – Breno Altman – Marcelo Buzzetto

14:00 hs. (AUDIG): A PRIMAVERA DE PRAGA: Edgardo Loguercio – Eleonora Gosman – Comentários: Cícero de Araújo

14:00 hs. (CAPH): A OLAS E AS GUERRILHAS NA AMÉRICA LATINA: Mariana Villaça – Ana Carolina Ramos – Ramón Peña Castro – Gabriela Pellegrino

14:00 hs. (SV): MONIZ BANDEIRA E A REVOLUÇÃO BRASILEIRA: Angélica Lovatto – Paulo Barsotti – Luccas Maldonado – Nildo Ouriques

17:00 hs. (AH): CINEMA NOVO E CINEMA DE VANGUARDA: Helena Ignez – Fernando Frias – Mauricio Cardoso – Adilson Mendes

17:00 hs. (AG): 1969: O CORDOBAZO NA ARGENTINA: Néstor Pitrola (FIT – Argentina) – Comentários: Ramiro Caggiano

17:00 hs. (ANS): AS MULHERES NA RESISTÊNCIA À DITADURA: Guiomar Lopes – Elionora Menicucci – Ana Corbisier – Danielle Tega

17:00 hs. (AUDIG): AS GREVES DE OSASCO E CONTAGEM: Carlos Bauer – Sebastião Neto – Alessandro de Moura – Sérgio Luiz Santos de Oliveira

17:00 hs. (SV): A JUVENTUDE DE 1968: Kimi Tomizaki – Agnaldo dos Santos – Heloisa Martins – César Minto

17:00 hs. (CAPH): CHILE 1968: SIGNOS DE REVOLUÇÃO: Horácio Gutiérrez – Joana Salém – Luccas Maldonado – Margarida Nepomuceno

19:30 hs. (AH): FLORESTAN FERNANDES EM 1968: Deni Rubbo – Silvia Adoue – Maria Orlanda Pinassi – Ailton Teodoro

19:30 hs. (AUDIG): A FORMULAÇÃO DA TEORIA DA DEPENDÊNCIA (IN MEMORIAM THEOTÔNIO DOS SANTOS): Plínio de Arruda Sampaio Jr. – Nildo Ouriques – Luiz Eduardo Simões de Souza

19:30 hs. (AG): MÚSICA DE VANGUARDA E MÚSICA ENGAJADA NOS ANOS 1960: Carlos Zeron – Comentários: Willy Corrêa de Oliveira

19:30 hs. (ANS): ESQUERDA E MOVIMENTO OPERÁRIO EM TEMPOS DE DITADURA: Gilson Dantas – Ricardo Antunes – José Welmovick – Artur Scavone

19:30 hs. (CAPH): 1968 E O NOVO CINEMA AMERICANO: Marcos Soares – Comentários: Adilson Mendes

19:30 hs. (SV): A POLITIZAÇÃO DA POP-ART: Carmela Gross – Dora Longo Bahia – Gustavo Motta – Izabela Pucu – Cauê Alves – Luiz Renato Martins

 

8 de junho (6ª Feira)

 

9:00 hs. (AH): A IV INTERNACIONAL EM 1968: Alexandre Iturbe – Néstor Pitrola – André Ferrari – Gilson Dantas – Julio Turra

9:00 hs. (AG): DOS HIPPIES AOS YUPPIES: A RECUPERAÇÃO DA CONTRACULTURA: Paulo Rizzo – Comentários: Elvio Rodrigues Martins e Paulo Barsotti

9:00 hs. (ANS): O PCB EM 1968: Marly Vianna – Antonio Bertelli – Carlos Quadros – Ricardo Rodrigues Alves – Sofia Manzano

9:00 hs. (AUDIG): O ACORDO MEC-USAID E AS UNIVERSIDADES BRASILEIRAS: Lalo Minto – João Zanetic – Otaviano Helene

9:00 hs. (CAPH): GUY DEBORD, SITUACIONISMO E SOCIEDADE DO ESPETÁCULO: Gabriel Zacarias – Ricardo Baitz

14:00 hs. (AH): 1968 E A LITERATURA BRASILEIRA: Walnice Nogueira Galvão – Comentários: Francisco Alambert

14:00 hs. (AG): DE MARIGHELLA A LAMARCA: José Luiz del Roio – Takao Amano – Mário Magalhães – Edson Teixeira

14:00 hs. (ANS): SARTRE E FOUCAULT EM 1968: Margareth Rago – Alessandro Francisco – Acácio Augusto – Sara Albieri – Silvio Luiz de Almeida

14:00 hs. (AUDIG): LIVROS VERMELHOS: EDIÇÃO E REVOLUÇÃO DEPOIS DE 1968: Lincoln Secco – Marisa Midori Deaecto – Dainis Karepovs – Horacio Tarcus (Universidad de Buenos Aires)

14:00 hs. (CAPH): DITADURA, REPRESSÃO E RESISTÊNCIA: Gegê – Paulo Malerba – Ricardo Festi – Fagner Firmo Santos

14:00 hs. (SV): DITADURA MILITAR, DESAPARECIDAS E DESAPARECIDOS: Janaína Telles – Crimeia de Almeida – Marta Nehring – Susana Lisboa

17:00 hs. (AH): A OFENSIVA TET E A GUERRA NO VIETNÃ: José Mao Jr – Apoena Cosenza – Breno Altman – Rodrigo M. Zagni – David Maciel

17:00 hs. (AG): ANOS DE CHUMBO E IMPRENSA ALTERNATIVA: Bernardo Kucinski – Flamarion Maués – Rosalina Santa Cruz Leite – Igor Fuser – Gilberto Maringoni

17:00 hs. (ANS): FESTIVAIS, MPB E TROPICÁLIA: Celso Favaretto – Marcelo Ridenti – Tom Zé – Daniela Vieira dos Santos

17:00 hs. (AUDIG): A GUERRILHA DO ARAGUAIA 1967-1974: José Genoíno – Comentários: Hermes Leal

17:00 hs. (CAPH): 1968 E A ESCOLA DE FRANKFURT: Silvia Viana – Francisco Machado – Eduardo Socha – Ailton Teodoro

17:00 hs. (SV): O TRABALHO NO CINEMA PÓS-1968: Ana Paula Pacheco – Comentários: Luiz Renato Martins

19:30 hs. (AH): O MARXISMO ENTRE ALTHUSSER E MARCUSE: Paulo Arantes – Luiz Eduardo Motta – Armando Boito – Jean-Pierre Chauvin

19:30 hs. (AG): A RESISTÊNCIA À DITADURA NO BRASIL: Clóvis Castro – Aton Fon – Antonio R. Espinosa – Edgard Telles Ribeiro

19:30 hs. (ANS): 1968 NA ALEMANHA E NO LESTE EUROPEU: Bernhard Bayerlein (Bochum Universität) – Comentários: Isabel Loureiro

19:30 hs. (CAPH): CRISES ECONÔMICAS: 1968 E 2018: Glaudionor Barbosa – Fernando Leitão – Marcos Cordeiro Pires – Fernando Almeida – Ana Paula Salviatti – Luiz Eduardo Simões de Souza

19:30 hs. (SV): FRANCISCO JULIÃO E AS LIGAS CAMPONESAS: Claudio Maia – Manoel Fernandes – Edson Teixeira

19:30 hs. (AUDIG): 1968, CINQUENTA ANOS DEPOIS: Jorge Altamira – Valério Arcary – Plínio de Arruda Sampaio Jr. – Valter Pomar – Mauro Iasi – Eduardo Almeida