Sua Excelência Ninguém ganhou

Marcelo Rubens Paiva

04 Outubro 2016 | 13h20

Sua Excelência Ninguém é NINGUÉM, a soma de votos brancos, nulos e abstenções.

Foi A MAIOR vencedora das últimas eleições.

Sua Excelência Ninguém poderá governar uma máquina que gira sozinha em um Estado absoluto de descrédito e corrupção.

Talvez com Sua Excelência Ninguém no Poder, a burocracia seja mais ágil, o sistema ande, o roubo diminua, o trânsito melhore.


Foi o que a maioria do Todo decidiu. Ou raciocinou.

Já que Sua Excelência Ninguém foi eleito(a) em toda a parte.

Segundo a maioria do eleitor, Sua Excelência Ninguém de nenhum partido, o Partido Nenhum (PN), é melhor que Alguém de certo partido.

Prova de que Todo Sistema Político falha e precisa ser reformado.

Fonte [e inspiração] Gabriel Siqueira: https://www.facebook.com/gabriel.siqueira/posts/10154475155056772

 

 

Resultado em São Paulo:

1. Sua Excelência Ninguém (PN): 3.096.186 votos
2. Dória (PSDB): 3.085.181 votos
3. Haddad (PT): 967.190 votos

Resultado no Rio de Janeiro:

1. Sua Excelência Ninguém (PN): 1.866.621 votos
2. Crivella (PRB): 842.201 votos
3. Freixo (PSOL): 553.424

Resultado em Curitiba:
1. Sua Excelência Ninguém (PN): 360.348 votos
2. Rafael Greca (PMN): 356.539 votos
3. Ney Leprevost (PSD): 219.727 votos

Resultado em Porto Alegre:
1. Sua Excelência Ninguém (PN): 382.535 votos
2. Marchezan (PSDB): 213.646 votos
3. Melo (PMDB): 185.655 votos
Resultado em Belém:
1. Sua Excelência Ninguém (PN): 265.731 votos
2. Zenaldo (PSDB): 241.166 votos
3. Edmilson (PSOL): 229.343 votos

Resultado em Belo Horizonte (MG):
1 – Sua Excelência Ninguém (PN): 741.915 votos
2 – João Leite (PSDB): 395.952 votos
3 – Alexandre Kalil (PHS): 314.845 votos