baleia não coça as costas

baleia não coça as costas

Marcelo Rubens Paiva

24 Outubro 2012 | 14h06

 

paparazzi flagra baleia branca no leblon

 

Baleias brancas, as belugas, conhecidas como os ‘canários do mar’, porque são tagarelas como as minhas tias italianas no Natal, que disputam qual torta é a mais próxima da receita original da nona, aprendem a emitir sons semelhantes aos da fala humana.

Num estudo publicado pela revista Current Biology, pesquisadores afirmam que escutam a baleia NOC, de 9 anos, e registram a vocalização.

Não apenas as emissões vocais têm a frequência semelhante da fala humana, como as pausas. Além disso, NOC aprende a falar por recompensa e muda rapidamente a pressão dentro de sua cavidade nasal para produzir os sons.

No entanto, ninguém entende o que ela diz. Tenho algumas suposições.

Ele canta Lulu Santos:

“Garota vou pra Califórnia, viver a vida numa boa, o meu destino é ser star de um parque aquático. “

Ou, mais existencialista:

“Nada do que foi será, de novo do jeito que já foi um dia, tudo passa, tudo sempre passará. A vida vem em ondas, como um maaaar…”

Pode ser uma homenagem a DORIVAL:

“O mar quando quebra na praia é bunituuuuu…”

Pode ser uma pergunta:

“Aí fora da água pega a TIM?”

Pode estar reclamando:

“Cês tão maluco, despejam lixo o dia todo, em todos os cantos e, como se não bastasse, jogaram o Bin Laden?!”

Mas, para mim, tenho certeza. É um pedido desesperado:

“Pelo amor de deus, há meses que peço: alguém coça as minhas costas!”

Escute você no site da BBC BRASIL e tire suas conclusões:

http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2012/10/121023_baleia_beluga_fala_rw.shtml