Série com Selton Mello sobre Lava Jato fica para 2018

Série com Selton Mello sobre Lava Jato fica para 2018

Marcelo Rubens Paiva

09 Maio 2017 | 21h16

 

As atenções dessa semana estão voltadas para Curitiba.

Enquanto no Rio, começam as filmagens da série de oito episódios, O Mecanismo, de José Padilha.

Depois do sucesso de Narco, a Netflix deu ao cineasta brasileiro de Tropa de Elite e Tropa de Elite 2 o OK para roteirizar uma série inspirada numa operação que envolve Polícia Federal e corrupção governamental, que também ganha um filme polêmico, de R$ 15 milhões, Polícia Federal – A Lei É Para Todos.

Esse, sim declaradamente inspirado na Lava Jato e contou com a colaboração dos sujeitos da operação.

Enquanto o longa de Marcelo Antunez, que fala desde o começo da operação, num lava jato, é narrado por delegados e procuradores reais do MP, como Deltan Dallagnol (Reiner Cadete), foi filmada na PF de Curitiba e tem até o juiz Sérgio Moro, em oito cenas, vivido por Marcelo Serrado, a série de ficção será conduzida por um delegado aposentado da PF, Selton Mello.

A jovem atriz Carol Abras, mais Leonardo Medeiros, Enrique Diaz e outros fazem parte do timão de apoio.

Padilha ganhou a parceria das roteiristas Sofia Maldonado e Elena Soarez (Cidade dos Homens, Casa de Areia).

Será “baseada” na investigação da promiscuidade entre empreiteiras, Governo e estatais.

A estreia do filme, que tem até Lula (Ary Fontoura), como personagem, é para agora, começo do segundo semestre (provavelmente julho).

Sairá com 900 cópias, um marco no cinema brasileiro, e será distribuído pela Paris Filmes.

A da série fica para 2018.