1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Quando Walesa virou santo

Luiz Zanin

13 junho 2014 | 13:56

O veterano Andrezej Wajda dá à sua cinebiografia de Lech Walesa o tom de uma hagiografia. Uma santificação deste que, de fato, foi um dos grandes personagens do desfecho do século 20. Walesa, líder do sindicato Solidariedade, comandou a resistência ao stalinismo na Polônia, derrotou-o, ganhou o Prêmio Nobel da Paz, foi eleito presidente e comandou o país em sua primeira fase pós-comunista. Não fez tudo sozinho, é claro. Mas sua atuação foi vital no processo.

Leia crítica completa:

http://cultura.estadao.com.br/noticias/cinema,retrato-unilateral-mas-encantador-de-walesa,1510904