As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

O Fantástico Mundo de Juan Orol

Luiz Zanin Oricchio

13 Junho 2014 | 13h59

Juan Orol teve vida de aventureiro. Nasceu na Espanha, tentou a sorte em Cuba e depois no México, como auxiliar de cabaré, jogador de beisebol e lutador de boxe, toureiro e piloto de automóveis, quebrando a cara em todas essas modalidades. Por fim, resolveu dedicar-se ao cinema e transformou-se no mais famoso produtor e diretor de filmes B (ou C, talvez) mexicanos, assinando títulos como Eterna Mártir(1937), Mujeres Sin Alma (1934) e Madre Querida (1950) entre muitos outros. Cinquenta e sete longas-metragens, no total.

Leia crítica completa:

http://cultura.estadao.com.br/noticias/cinema,o-fantastico-mundo-de-juan-orol-conta-historia-do-rei-do-cinema-b-mexicano,1510890