As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Mais filmes latinos

Luiz Zanin Oricchio

14 Junho 2007 | 19h52

Amigos, hoje não tive tempo de postar porque foi um dia daqueles. Além dos 172 km de congestionamento da manhã (por conta da greve do metrô), fiquei ocupado o tempo todo com o fechamento do Caderno Cultura, que circula no domingo. Agora, esperando que o trânsito tenha melhorado um pouco, vou sair correndo para o aeroporto, pois tenho de pegar o vôo para o Rio, onde participo do júri do CineSul, o festival de cinema latino-americano da cidade. Uma razão de alegria, entre outras: vou ter como colega de júri a atriz cubana Daisy Granados, veterana de tantos filmes e de um, que eu amo entre todos, Memórias do Subdesenvolvimento, de Tomás Gutiérrez Alea.

Não tive tempo de comentar a vitória do Boca Júniors sobre o Grêmio, que achei uma lição aplicada de futebol. E nem o segundo capítulo de A Pedra do Reino, que senti mais envolvente que o primeiro, do qual já havia gostado, embora reconhecendo a dificuldade de comunicação com o público. Fica para a volta. Como não pretendo levar laptop só vou postar alguma coisa se o hotel tiver computador, o que acho pouco provável. Mas nunca se sabe.

Se não der, até segunda-feira, quando volto e conto alguma coisa do que aconteceu no festival. Ah, sim, esta edição do Cine Sul é a primeira que se realiza sem a sua criadora, a minha querida amiga Angela José, que morreu em março e deixa muitas saudades.