As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Filme sueco ganha o Leão de Ouro

Luiz Zanin Oricchio

06 Setembro 2014 | 14h57

VENEZA – Um filme sueco de nome quilométrico surpreendeu e ganhou o Leão de Ouro do Festival de Veneza de 2014. A Pigeon Sat on a Branch Reflecting on Existence, de Roy Andersson usa de um tom levemente surrealista para falar do absurdo da existência humana contemporânea. Ao receber o troféu, o diretor sueco homenageou a cinematografia italiana, de Vittorio de Sica, em particular de Ladrões de Bicicletas, filme que disse admirar.

Um dos favoritos, o documentário The Look of Silence, sobre o genocídio na Indonésia durante a ditadura Suharto, venceu o Grande Prêmio do Júri, além de ter ficado com o Prêmio da Crítica, dado pela Fipresci, a Federação Internacional dos Críticos.

O surpreendente russo The Postman’s White Nights, de Andrei Konchalovski, ficou com o troféu de melhor direção.

Já o filme italiano, titulado em inglês Hungry Nights, consagrou seus dois intérpretes, o americano Adam Driver e a italiana Alba Rohrwacher. A crítica internacional torceu o nariz para o que considerou uma concessão do júri ao cinema italiano.

Abaixo, a premiação completa:

Leão de Ouro para melhor filme: A Pigeon Sat on a Branch Reflecting on Existence (Roy Andersson). Suécia

Leão de Prata para melhor direção: Andrei Konchalovski (The Postman’s White Nights)

Grande Prêmio do Júri: The Look of Silence (Joshua Oppenheimer). Indonésia, Dinamarca, Grã-Bretanha.

Copa Volpj para melhor ator: Adam Driver (Hungry Hearts). Itália

Copa Volpi para melhor atriz: Alba Rohrwacher (Hungry Hearts). Itália

Prêmio Marcelo Mastroianni para jovem ator ou atriz emergente: Romain Paul (Le Dernier Coup du Marteau)

Prêmio pelo melhor roteiro: Tales (Ghesseah). Irã

Prêmio Especial do Júri: Sivas

Horizontes

Melhor filme: Court

Melhor direção: Theeb

Prêmio Especial do Júri: Belluscone, uma História Siciliana, Franco Maresco

Prêmio Especial do Júri:
Melhor curta-metragem: Maryam (Indonésia)

Leão do futuro: Prêmio Luigi de Laurentiis para o melhor filme de estreia. Court (Índia)

Especiais

Veneza Clássicos. Melhor documentário sobre cinema: Animata Resistenza

Prêmio da Crítica (Fipresci): The Look of Silence.
Melhor clássico restaurado: Um Dia Muito Especial, de Ettore Scola