Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Cultura

Cultura » Watanabe Ken

Cultura

Luiz Carlos Merten

12 Fevereiro 2007 | 15h21

BERLIM – Perdi, na sessao do meio-dia, Les Temoins, o novo Andre Techine, que dah seu testemunho sobre homossexualismo e aids. Vou ver agora de noite, na sessao oficial, no Palast, com o diretor e a estrela Emmanuelle Beart. Perdi, mas foi por uma boa causa. Jah que Clint soh deu a coletiva em Berlim (mas ele tambem falou para os maiores jornais da Alemanha), aceitei de muito bom grado quando me ofereceram, para compensar, uma one a one (individual) com Ken Watanabe, que faz o general Kuribayashi em Cartas de Iwo Jima. Tenho verdadeira veneracao pelo Watanabe, a quem considero o herdeiro dos atores miticos do Japao (Toshiro Mifune e Tatasuya Nakadai). Jah o havia entrevistado em Nova York, por Memorias de Uma Gueixa, e sei que Watanabe, como bom japones, nao eh muito de externar emocoes, mas o olho dele brilhou, com certeza. Pretendo usar o que me disse na estreia do filme de Clint Eastwood no Brasil, na sexta. No blog, que eh uma coisa mais intima, quero relatar que comentei com Watanabe que, no inicio de sua carreira, ele fez um filme que foi um grande sucesso no Brasil – Tampopo, de Juzo Itami. Ele achou inacreditavel. Disse que um pouco antes estivera comentando Tampopo com seus acompanhantes. Ninguem havia visto o filme, soh eu. Watanabe foi muito simpatico. Disse o que eu achava que diria – que Clint eh um diretor muito especial, que confia nos atores e os deixa livres para criar. Watanabe disse que, ateh por falta de informacoes confiaveis, criou o seu Kuribayashi. Ele sugeriu duas ou tres coisas e a cena da refeicao de Kuri com o barao Nishi foi filmada por Clint segundo sua sugestao, do jeito que ele achava que deveria ser. O mais impressionante em Watanabe eh o porte. Ele parece, sei lah, um imperador. Seus gestos, sem deixar de ser naturais, teem algo da majestade do ultimo samurai. Conversar com ele foi um momento privilegiado, mas a tarde ainda me reservaria maiores emocoes.

Encontrou algum erro? Entre em contato