As informações e opinões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Vixe, que livro é esse?

Luiz Carlos Merten

17 Julho 2017 | 00h02

Já havia enterrado George A. Romero no jornal, na edição de amanhã do Caderno 2, mas sem relatar minha experiência com ele, naquela master class em Cannes. Não resisti a postar. Na verdade, o post que estava planejando fazer, ao voltar para casa, era o seguinte. Escrevi que o título Pobres Diabos me evocava literatura proletária russa. Me deu de pesquisar. Encontrei uma referência – um livro, uma brochura, de 1936, com o mesmo título, à venda somente num sebo de Porto Alegre, vejam só! O autor – Mário Alcântara de Vilhena. Tentei descobrir se o texto poderia ter alguma vinculação com o belo filme de Rosemberg Cariry, mas encontrei somente referências muito vagas sobre o autor, que admito desconhecer. Seria, a crer na internet, um pensador católico. E talvez político, porque também encontrei que denunciava no Congresso, na época, os evangélicos que eram enviados ao Brasil com ouro dos EUA – de certo para contrapor ao chamado ‘ouro de Moscou’, do qual sempre ouvi falar. Não creio que tenha algo a ver, mas está aí o assunto para um próximo encontro com Rosemberg, ou com seu filho Petrus, que assina a deslumbrante fotografia de Pobres Diabos. Vixe, Waltinho Carvalho. Cabra bom com a máquina, esse Petrus, hein?