Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Cultura

Cultura » Veneza no Rio

Cultura

Luiz Carlos Merten

15 Setembro 2010 | 12h35

Pílulas do Festival do Rio. Está confirmado o longa de Sofia Coppola que ganhou Veneza, ‘Somewhere’, que eu esperava ver somente na Mostra, mas agora poderei ver antes. Cariocas, fiquem atentos. O festival começa a vender ingressos neste sábado e ‘Somewhere’ leva jeito de ser daqueles que vão esgotar rápido, com o vencedor de Cannes, ‘Oncle Bonmee’, de Apichatpong Weerasethakul. Hilda Santiago também traz o ‘Essential Killing’, que deu a Vincent Gallo a Taça Volpi de interpretação masculina no Lido. Lembro-me que, anos atrás, quando ainda ia a Veneza, encontrei Skolimowski, meio por baixo, à espera do vaporeto. Estava sozinho, mal barbeado e com um paletó claro bem amarrotado. Aproximei-me e disse quanto gostava de alguns filmes dele. Skolimowski, numa certa época, era tratado no Brasil como o ‘Godard polonês’. Foi simpático, mas não parecia muito bem. Meu Skolimowski preferido, para quem interessar, é ‘O Ato Final’, Deep End, que ele fez na Inglaterra, mas também me diverti muito com ‘O Invencível Sedutor’, The Adventures of Gerard, com o mesmo ator, Peter McEnery, baseado em Conan Doyle. Leonard Maltin, sem nenhum humor, rotula o filme como ‘bomba’. Skolimowski será um dos homenageados no Rio, neste ano. Ele próprio vem apresentar ‘Essential Killing’ e dará uma master class. Outro que recebe homenagem e dará aula é Bruno Dumont, mas na sexta, depois de amanhã, o paulistano corre na frente e começa a ver ‘Hadewijich’, a que assisti em Paris, em janeiro, quando entrevistei o diretor. O terceiro homenageado é figura carimbada da Mostra. Amos Gitai vem e exibe seus filmes no Rio, mas sem master class, embora também deva se encontrar com o público, após as sessões.