Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Cultura

Cultura » Uma Vida sem Segredo

Cultura

Luiz Carlos Merten

15 Abril 2007 | 23h57

TOQUIO – Naoh interromopi a redacaoh do post anterior para pesquisar o nome do filme da Suzana Amaral com medo de perdeh-lo. Salvei e fui aa pesquisa. Chama-se Uma Vida em Segredo. Poderia ser Uma Alma Simples, como o conto de Flaubert poderia se chamar Uma Vida em Segredo. Que coisa! Tudo estah conectado. Ou a gente eh que faz as conexoes. Agora, preparem-se, vou viajar mesmo. Amo Machado de Assis, Erico Verissimo, Zeh Lins do Rego, gosto mais do Guimaraes Rosa de Matraga do que de Grande Sertaoh – Veredas, o que pode ser um defeito meu, aceito, mas a grande frase da literatura brasileira, para mim, eh a do Joseh de Alencar, que fecha Iracema. Tudo passa sobre a terra. Tudo passa, soh a nossa memoria vai construir a permanencia. E, mesmo quando lembramos, temos esse sentimento de saudade – das coisas mortas que permanecem vivas e das vivas que jah estaoh morrendo para a gente. Francois Truffaut desenvolveu sua obra em torno desse sentimento, pelo menos eh assim que a sinto. O que isso tem a ver com Uma Vida em Segredo, com Uma Alma Simples e com Umberto D? Tudo!